A polícia civil de São Félix do Araguaia anuncia a prisão de Idalécio Silva Santiago, acusado de roubo seguido de morte em São Félix do Araguaia

O delegado Wilyney Santana Borges, titular da Delegacia Municipal de São Félix do Araguaia/MT, informou agora a pouco que o segundo suspeito de ter matado Jenivaldo Bezerra Ferreira no dia 24/11/2010 na cidade de São Félix do Araguaia/MT foi preso ontem na cidade de Aragarças/GO pela Polícia Civil de Mato Grosso e esta sendo recambiado hoje para a Comarca de São Félix. Idalécio, vulgo “nego lé, estava foragido desde o crime. A Polícia Civil já monitorava os passos de Idalécio há 04 meses e agora conseguiu efetuar a sua prisão com o auxílio dos Policiais Civis de Barra do Garças/MT. Segundo o Delegado Wilyney  “a prisão de Idalécio é um resposta a população de São Félix do Araguaia que tanto almejava sua prisão  pois a vítima Jenivaldo era pessoa de boa índole e muito querido nesta cidade”, frisou o delegado.

A Polícia Civil já havia prendido o primeiro suspeito, Bruno Montel Araújo no dia 29/11/2010, durante uma abordagem feita em um ônibus na BR-158, próximo ao Distrito Alô Brasil, no município de São Félix do Araguaia. No momento da revista, Bruno tentou se esconder dentro do banheiro do ônibus. Com o acusado foram encontrados documentos pessoais subtraídos da vítima, um aparelho DVD e uma motocicleta CG Fan 150, modelo 2010, que também pertencia à vítima. Bruno confessou a autoria do crime e disse ter deixado o aparelho DVD da vítima na cidade do Alto Boa Vista (1.059 km ao Nordeste), o qual foi localizado e apreendido por policiais daquela localidade. O indiciado também disse que seu comparsa Idalécio havia levado a motocicleta para a cidade de Querência (945 km a Nordeste) e teria vendido à moto em troco de drogas. A motocicleta roubada foi localizada pelos policias civis de Querência.
Bruno Montel Araújo já foi condenado há mais de 20 anos de prisão e cumpre pena junto a Penitenciária de Segurança Máxima na cidade de Água Boa/MT e o processo criminal em desfavor de Idalécio estava suspenso aguardando a sua captura.

Entenda o caso

Jenivaldo Bezerra Ferreira, que trabalhava de garçom em um restaurante da cidade, foi encontrado enforcado com sua própria camiseta. A vítima estava somente de cueca caída no chão do quarto de sua residência.

Os suspeitos Bruno Montel Araújo e Idalécio Silva Santiago, usuários de droga, planejaram matar a vítima para subtrair sua motocicleta e depois vende-la em troca de drogas do tipo pasta-base de cocaína e maconha.

No dia do crime, os investigados compraram gasolina para abastecer a motocicleta e foram até a casa da vítima que era homossexual, simulando que estavam interessados em manter relações sexuais com ela. Ao perceberem que a vítima morava sozinha, o que facilitou o roubo, anunciaram o assalto, dando uma “gravata” na vítima que desmaiou. Ao verem que a vítima ainda estava viva, os acusados pegaram uma camiseta e a amarraram no pescoço de Jenivlado, prendendo assim sua respiração até a morte.

Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia

Responder

comment-avatar

*

*