A prenda gauchinha de Canarana que vai representar o Araguaia no estadual

A pequena e talentosa gauchinha Maria Clara Rossoni Belivaqua foi escolhida para representar o Vale do Araguaia na categoria Prenda Mirim no estadual que acontecerá em Sorriso no mês de novembro. Maria Clara ficou em primeiro lugar na escolha regional que aconteceu durante o XIX Femart, realizado no mês de agosto em Canarana, no CTG Pioneiros do Centro Oeste. Se a prenda gauchinha ganhar a etapa estadual, participará no ano que vem da etapa nacional, que acontecerá na cidade de Querência.

Maria Clara tem nove anos e explicou que a prenda precisa ser simples e humilde. Além disso, as concorrentes não podem usar esmalte, maquiagem ou roupas curtas, e só podem usar brinco pequeno. Também precisam saber declamar, cantar, dançar, fazer chimarrão e artesanato, entre outras habilidades. “Gosto de representar a cultura gaúcha e a 4ª região. Quero fazer a cultura gaúcha crescer”, disse a pequena prenda, que também já ganhou um troféu em concurso de declamação neste ano.

As concorrentes também precisam conhecer sobre a história gaúcha. Maria Clara explicou que no início o chimarrão era condenado pelos padres jesuítas, pois estes acreditavam que o mesmo tinha ligação com demônios. E continuou: “O gaúcho era conhecido como homem sem lei e sem patrão, porém na guerra dos farrapos ele passou a ter valor e se perdeu a conotação pejorativa. Depois veio a literatura gaúcha que implementou as suas lendas”.

Hoje a cultura gaúcha é um bastião em meio à modernidade. Parte da modernidade é boa e parte não é. A tradição gaúcha mantém viva uma cultura que é sadia, prega o respeito e incentiva os mais jovens a aprender as habilidades com os mais velhos, mostrando que a modernidade pode vir, mas que as virtudes não precisam se perder.

Jornal O Pioneiro

Responder

comment-avatar

*


*