Advogado nega que Mauro Mendes esteja inelegível

Segundo Paulo Taques, as contas do empresário referentes a 2010 sequer foram apreciadas


O advogado Paulo Taques, que defende o empresário Mauro Mendes (PSB), negou que seu cliente esteja inelegível para concorrer ao pleito deste ano. Mendes foi candidato a prefeito de Cuiabá, em 2008, e a governador, em 2010.

Em decisão, ontem, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vetou candidaturas de políticos com contas reprovadas no pleito de 2010.

Segundo Taques, as contas de campanha de Mendes relativas a 2010 sequer foram apreciadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT).

“O que o Tribunal Superior Eleitoral decidiu, ontem, é que os candidatos que tiveram as contas reprovadas em 2010 não poderão concorrer ao pleito deste ano. O que não é o caso de Mauro Mendes. Portanto, não há inelegibilidade e ele está apto a concorrer à Prefeitura”, afirmou.

Em relação às eleições de 2008, Taques lembrou que o TSE irá avaliar, individualmente, a situação de cada candidato com contas reprovadas – e estarão inelegíveis aqueles que tiverem cometido crime eleitoral. Neste caso, os processos serão encaminhados ao Ministério Público Eleitoral para apurar as possíveis irregularidades.

“Em relação a 2008, Mauro também não será atingido. As contas daquele ano foram reprovadas por irregularidade formal. Porém, não houve crime eleitoral e o caso sequer foi mandado para o Ministério Público. Portanto, se consideramos a situação de 2008, ele também não está inelegível”, disse.

Segundo Taques, a irregularidade formal ocorreu em relação a uma despesa no valor de R$ 3 mil que não foi comprovada. “Esse valor foi irrisório, se comparado ao universo de R$ 6 milhões da campanha de 2008. De qualquer forma, já recorremos quanto a isso junto ao TSE”, argumentou.

midianews

Responder

comment-avatar

*

*