Aeroporto de MT tem pior avaliação entre todas as sedes da copa

Uma pesquisa realizada pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República aponta que o aeroporto Marechal Cândido Rondon tem o pior índice de avaliação dentre os 15 relacionados às cidades sedes da Copa do Mundo de Futebol do ano que vem. Nos indicadores gerais, a capital ficou em último, com 3,46 pontos (em uma escala de 1 a 5) a partir da percepção dos passageiros, permanecendo atrás do aeroporto Galeão (RJ), 3,51 e também do de Manaus (AM), 3,51. O de Curitiba (PR) teve a melhor avaliação, 4,21.

Pouco mais de 21,2 mil pessoas foram entrevistadas, entre janeiro e março. Entre os elementos avaliados estiveram acesso, check-in, emigração, inspeção de segurança, imigração, aduana, instalação aeroportuária, ambiente do aeroporto e satisfação geral. Adicionalmente foram coletados dados gerais do perfil do passageiro, tais como tipo de voo; tipo de transporte utilizado até o aeroporto; motivo de viagem; forma de realização do check-in ; frequência da viagem e tempo de antecedência para o voo.

Dentre os itens, no tempo de fila para o check-in de autoatendimento, o aeroporto de Cuiabá recebeu nota 3,5 ficando em último. Já tempo da fila no guichê, ficou em penúltimo, com 3,6, quase a mesma pontuação (3,9) da eficiência deste serviço, que o deixou em 14ª lugar. A instalação do estacionamento, por exemplo, ficou com nota 2,9 (penúltimo) e o rigor na inspeção de segurança, em último, com 3,7. A facilidade nas conexões ficou em 13ª, com 3,7.

Um relatório do Tribunal de Contas do Estado divulgado, no início do mês, aponta que as obras de reforma e ampliação do aeroporto estão atrasadas para a copa. Somente 2,67% do projeto já teriam sido executados nos três primeiros meses de trabalho. As intervenções devem ser concluídas em março do que vem, com investimentos estimados em R$ 100 milhões.

Responder

comment-avatar

*

*