Agente carcerário é morto e autor do crime diz que “matou e mataria de novo”

Um agente carcerário morreu na tarde de sexta-feira (26) em Rondonópolis (210 km de Cuiabá) após receber 10 golpes de faca pelo corpo após uma discussão em um bar da cidade. O autor do crime foi detido minutos após o acontecido e revelou aos policiais que “matou e mataria de novo porque ele estuprou minha mulher”.

O caso aconteceu no bairro Jardim Ipanema. Os policiais foram acionados para atender uma ocorrência onde após uma discussão um homem teria puxado uma faca e agredido seu desafeto.

Quando os policiais chegaram ao local avistaram o agente carcerário Welton Renato Reis, 45, caído e todo ensanguentado com diversas perfurações sobre o corpo e já em óbito. As testemunhas que presenciaram o crime revelearam que Anderson Ferreira Nascimento e Elis Silva Lara se aproximaram do agente e começaram a discutir, até que Anderson puxou a faca e o esfaqueou dez vezes.

Sabendo das informações os policiais da Delegacia de Crimes contra Pessoas começaram as rondas pela região e no bairro Vila Mamed prenderam o casal, que confessaram o crime, porque na noite passada o agente teria abusado de Elis.

Em depoimento Anderson disse que matou e mataria de novo porque ele estuprou sua esposa. O caso será investigado pela Polícia Civil do município. Olhar Direto

Responder

comment-avatar

*

*