Alunos usam guarda-chuvas nas salas de aula em Luciara

O professor de filosofia Zeca Terra e os alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Juscelino Kubitschek no município de Luciara, ironizaram as goteiras dentro das salas de aula da escola. Eles resolveram fotografar os alunos segurando “guarda-chuvas” em plena sala de aula devido às inúmeras goteiras nas salas, no laboratório de informática e biblioteca.

Em entrevista ao Agência da Notícia o professor disse que foi uma maneira de tentar chamar a atenção das autoridades, “fotografamos e colocamos nas redes sociais, na tentativa de chamar a atenção das autoridades do nosso Estado”, disse ele.

De acordo com o professor, a escola foi reformada em 2003, mas desde então as goteiras começaram aparecer e os alunos têm que conviver com as salas molhadas quando chove “é goteira para todos os lados, a direção da escola e até mesmo o assessor pedagógico já notificou a Seduc que disse que está fazendo contenção de gastos devido a Copa de 2014”, se indigna o professor.

No laboratório de informática a goteira está exatamente sobre as fiações elétricas oferecendo risco de dar um curto circuito e pegar fogo na escola. Outro problema sério é com as obras do refeitório que estão paradas há muito tempo e a empresa está com processo judicial, “nem terminou as obras e já está precisando de reforma, tanto as obras como o material que era para ser instalado no refeitório que estão se acabando largados aqui nos cantos”, disse Zeca.

O professor informou ainda que o próprio Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso já esteve na escola, fez um relatório e notificou a direção e a Seduc, mas que até o momento as contenções de gastos para as obras da Copa tem feito com que a reforma da escola fique em segundo plano.

A escola tem mais de 180 alunos estudando em 04 salas de aulas e ainda uma sala anexa para os alunos da Zona Rural, “precisamos de mais salas de aulas, precisamos de uma sala para os professores, precisa ser consertado o teto da escola, principalmente a biblioteca e o laboratório de informática, onde os materiais que estão ali estão se deteriorando”, informou.

Agencia da Noticia

Responder

comment-avatar

*

*