Atoleiros na MT-010 prejudicam indústrias madeireiras do Médio-Norte do Estado

Uma fila de 130 caminhões carregados com madeira, soja e produtos perecíveis ficou paralisada  quarta-feira, 27, na MT 010, entre os municípios de Nova Maringá e São José do Rio Claro. O tráfego foi prejudicado pelo excesso de chuvas e falta de manutenção nas rodovias da região. Encalhados durante três dias na lama, parte dos caminhões conseguiu avançar no percurso somente após serem retirados do lamaçal por  máquinas cedidas por empresários do setor madeireiro.
O presidente do Sindicato das Indústrias Madeireiras do Médio-Norte no Estado de Mato Grosso (Sindinorte), Claudinei Melo Freitas, explicou que o município de Nova Maringá (a 305 km de Cuiabá), juntamente com o distrito de Brianorte, congrega 31 indústrias madeireiras. Na opinião do gestor, o Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura, deveria fazer um levantamento dos pontos críticos na rodovia e demais vias de acesso da região durante a estiagem para fazer os reparos. Essa ação preventiva, com certeza, ajudaria a evitar esse tipo de problema.
“Isso está acontecendo por falta de manutenção nas estradas não pavimentadas”, lamentou. Ele comentou ainda que a Prefeitura de Nova Maringá não conseguiu fazer a intervenção necessária porque está com todo o maquinário estragado e sem recursos financeiros para providenciar o conserto. “O prefeito informou que pediu ajuda ao Governo do Estado, mas ainda não foi atendido”, informou.24 Horas News

Responder

comment-avatar

*

*