Atraso no plantio de milho em Mato Grosso já é considerado alarmante, analisa Imea

O atraso no plantio de milho nas lavouras de Mato Grosso já está em um estado que pode ser considerado alarmante, segundo analisa o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea)
De acordo com informações do instituto, o plantio nesta semana avançou 10% em relação à última, atingindo 20%, o que equivale a 557,4 mil hectares – frente a uma estimativa inicial de plantio de 2,9 milhões de ha.
No mesmo período do ano passado, o percentual de área plantada já chegava a 42%, com 1 milhão de hectares de milho semeados.
As chuvas constantes têm sido o principal fator de atraso na colheita de soja e plantio de milho e algodão por todo o Estado, mas as previsões para os próximos dias são mais otimistas.
No entanto, segundo informa o Imea, o produtor preocupa-se ainda em conseguir plantar o milho dentro da janela, que se encerra no fim do mês. Caso contrário, poderá haver prejuízos também no cultivo do cereal, além dos prejuízos registrados nas lavouras de soja.
Estimativa de safra recorde
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou que a produção brasileira de milho na safra 2012/13 será recorde, com colheita aproximada de 74,2 milhões de toneladas. Caso as chuvas não atrapalhem muito os planos dos agricultores e os cálculos do IBGE, pela segunda vez na história da cultura do grão – a exemplo do ciclo passado – a 2ª safra irá superar a 1ª em volume.
Do total produzido, o instituto prevê que 36,1 milhões de toneladas de milho serão da 1ª safra e 38,1 milhões de toneladas da 2ª safra, o que representa 48,7% e 51,3% do total, respectivamente.
Expressão Noticias via 24horasnews.

Responder

comment-avatar

*

*