Cacerense é atacado por onça na cabeça e nos braços

O vaqueiro João Pires de Souza, que trabalha na Fazenda Santo Antônio das Lendas (antiga Morrinho), foi atacado por uma onça pintada na manhã da última quinta-feira (6), por volta das 9h. Informações repassadas por familiares são as de que ele foi até a área de pastagem em decorrência do odor que sentiu para tentar saber se havia algum animal morto naquela região. Ele estava percorrendo a pé, acompanhado apenas por cachorros, quando se aproximou da área de mata, sofreu o ataque.

A onça pulou com as patas dianteiras em sua cabeça e ele se defendeu com os braços, onde sofreu lesões graves. A gravidade do ataque foi tamanha que o braço esquerdo do vaqueiro foi quebrado. Ele conseguiu escapar do ataque do felino com a ajuda dos cachorros que o acompanhavam. A onça acabou recuando e retornou a região de mata.

O vaqueiro foi socorrido por colegas que ouviram os latidos dos cachorros, e encaminhado ao Hospital Regional de Cáceres e passou por cirurgia, conforme informações da Polícia Civil.

Ainda na tarde de ontem ele foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva. Em quatro anos, é o quarto ataque registrado na região, com a ocorrência de um óbito. Em 2011, duas onças pintadas atacaram e mataram um pescador em Cáceres, Luiz Alex da Silva Lara, de 22 anos, quando ele pescava com o pai, Alonso Silva Lara, de 54, no Rio Paraguai.

O ataque aconteceu por volta das 19 horas, perto da estação ecológica Taiamã. Alonso relatou à que saiu da barraca de camping para procurar iscas e deixou o filho dormindo. Quando voltou, viu que os dois animais haviam rasgado a barraca. Ele ainda tentou socorrer o rapaz, sem sucesso. Paranatinga News

Responder

comment-avatar

*

*