Baixada registra 5 mortes em 12 horas; padastro é preso por matar enteado em VG

Em menos de 12 horas, a Polícia Judiciária Civil registrou cinco homicídios em Cuiabá e Várzea Grande. Dentre as vítimas, está Weberton Marcos Soares, de 29 anos, que foi esfaqueado por seu padrasto João Gomes, de 43 anos. O crime foi registrado por volta das 18h30 de quinta-feira, 7, no residencial Vila Operária, em Várzea Grande.

Ambos discutiram e na confusão, o rapaz terminou sendo atingido com golpes de faca. Ele chegou a ser encaminhado para o Pronto-Socorro da cidade, mas acabou falecendo por volta das 21h30. Pouco depois o padrasto foi preso e encaminhado para à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) onde foi autuado em flagrante.

Outro crime foi registrado às 18h30, no bairro Planalto. Maxuel Siqueira de Oliveira foi alvejado com vários tiros quando estava caminhando com vários tiros no bairro Planalto, em Cuiabá. Ele foi atacado pelos ocupantes de um Celta preto que passaram pelo local atirando. O rapaz morreu no local.

Também durante a tarde, por volta das 16h, Lúcio Flávio da Silva, faleceu no Pronto-Socorro de Várzea Grande, depois de ser baleado na região do Costa Verde, em 18 de janeiro.

Às 15h30, uma mulher (possivelmente usuária de drogas) foi executada a facadas na região do bairro Manga, Cristo Rei, em Várzea Grande, pelo também usuário de drogas, Emerson Silva, que foi preso em flagrante.

Na hora do almoço, o ex-presidiário Jorge Luiz do Nascimento, 35 anos, foi morto com pelo menos quatro disparos à queima-roupa, quase em frente a um supermercado no bairro CPA IV, em Cuiabá, por volta das 12h. A vítima teria um extenso histórico criminal, com pelo menos dez passagens criminais, sendo boa parte delas, por crimes contra o patrimônio. Olhar Direto

Responder

comment-avatar

*

*