Barra do Garças: Mulher banhada de sangue atravessa pontes e é atendida 40 minutos depois

Uma cena espantou os moradores de Barra do Garças e região nesta terça-feira (22). Uma mulher de 19 anos foi vista andando pelas ruas banhada de sangue após uma pancada. A moradora do bairro Morada do Sol, Nataliane Alves Campos, foi atingida na cabeça numa briga entre moradores de rua no Travessia em Aragarças-GO.

Sobre a demora do atendimento, o Corpo de Bombeiros informou que no primeiro momento a jovem se negou a ser atendida ainda do lado de Barra do Garças no Porto do Baé quando o corte ainda era pequeno. Depois, ela atravessou as pontes e foi para a praça do Travessia onde foi novamente agredida e desta vez com corte mais profundo no couro cabeludo.

Após a agressão, Nataliane saiu andando pelas ruas banhada de sangue e atravessou as pontes. Durante o trajeto, ela falava em morrer em paz e dizia que se machucou numa queda de moto, dando a entender que estava fora de si. Após quarenta minutos, ela cansou e caiu perto do colégio Cristino Cortes onde finalmente foi atendida pelos bombeiros. O sargento Batista disse que a demora foi em função de que a viatura estava em outro atendimento a um aluno da Apae e que no primeiro momento a moradora se negou a ser conduzida ao Pronto Socorro.

O coronel Paulo Costa, da PM, informou que a ocorrência foi instaurada em Aragarças porque a suposta agressão ocorreu no município goiano. No Pronto Socorro, Nataliane foi medicada e segundo os médicos apesar de ter perdido muito sangue a jovem não corre risco de morte.

Foto: André Luís / Tv Serra Azul

Responder

comment-avatar

*

*