BR-163 É DESBLOQUEADA APÓS CINCO DIAS DE PROTESTOS DO MST EM MATO GROSSO

GetAttachmentManifestantes também ocuparam o prédio do Incra, na capital de MT

 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) desbloqueou de forma pacífica a rodovia BR-163, que era palco de manifestações há cinco dias, por integrantes do Movimento Sem Terra (MST), nas proximidades do km 890, em Cláudia/MT, município localizado no norte de Mato Grosso. A ação aconteceu na manhã de sexta-feira (30), por volta das 11h30.

 Durante cinco dias, manifestantes do MST que também ocuparam o prédio do Incra, na capital, realizavam bloqueios durante o dia na rodovia, impedindo o tráfego de veículos. A PRF cumpriu todos os protocolos de negociação, mesmo assim os participantes do protesto insistiam em bloquear a pista. Eles apresentaram diversas reivindicações, desde cestas básicas, lonas para acampamentos, até o fim do leilão de uma usina em Sinop/MT.

 Diante da situação, foi montada uma força-tarefa composta por equipes da Força de Choque da PRF, agentes do Núcleo de Operações Especiais (NOE), da 6ª Delegacia (Sorriso), e também policiais rodoviários federais de outros estados. As equipes seguiram para o local do protesto. Ao se aproximarem do bloqueio, pneus foram incendiados, fogos de artifício foram estourados e os manifestantes gritaram palavras de ordem contra os policiais e o Governo Federal. Cerca de 100 pessoas estavam sobre a pista e às margens da rodovia, em uma lanchonete em frente à estrada de acesso ao acampamento do MST.

 Os policiais rodoviários federais deram a última ordem para o desbloqueio da pista, caso contrário a Força de Choque entraria em ação para liberar o tráfego, que sofria bloqueios há cinco dias seguidos. Os manifestantes saíram da pista, mas foram para a faixa de domínio. A Força de Choque então se posicionou sobre a rodovia e foi dada outra ordem, desta vez de saída da margem da rodovia. Foi quando acabaram se dispersando sem entrar em confronto com os policiais.

 No período da tarde, os agentes da PRF voltaram ao local e conversaram com os líderes do movimento, que estavam na lanchonete em frente ao acampamento. Na ocasião, os policiais propuseram alternativas pacíficas e que não causem transtornos à população da região para a reivindicação das pautas dos manifestantes.

 

O Corpo de Bombeiros Militar prestou apoio na operação. O trânsito foi completamento normalizado na região.

Responder

comment-avatar

*

*