CANARANA: Ibama identifica atividades ilegais em Terra Indígena

Fiscalização preventiva realizada pelo Ibama e pela Fundação Nacional do Índio (Funai) para evitar incêndios florestais na região do Parque Nacional do Xingu possibilitou a identificação de duas propriedades rurais cujos limites invadiam a Terra Indígena (TI) Pequizal do Naruvotu, em Canarana (MT). Foram embargados 6.310 hectares onde a limpeza do terreno e a circulação de gado impediam a regeneração de vegetação nativa da Amazônia.

Em um dos imóveis, um rebanho de aproximadamente 4 mil bovinos era mantido no interior da TI, causando dano ambiental a uma área de 2.181 hectares. No outro, cerca de 1.400 hectares de vegetação secundária eram varridos por tratores que formavam pilhas de matéria orgânica seca para alimentar aproximadamente 990 cabeças de gado. As multas aplicadas aos dois casos totalizam R$ 17,9 milhões.

Os ilícitos ambientais verificados durante a operação foram comunicados por ofício ao Ministério Público Federal para apuração de responsabilidades em âmbito criminal.

IBAMA fotospublicas.com

Responder

comment-avatar

*

*