CANARANA: Polícia Civil Deflagra Operação “Pau de Fogo”

Meses de investigações que começaram com o registro de ocorrências noticiando Furtos, principalmente de armas de fogo.  Os trabalhos no âmbito da Polícia Civil ainda não terminaram mas, já possibilitou identificar pessoas envolvidas no cometimento dos crimes.

Para o delegado Deuel Santana, os alvos preferidos dos foras da lei são propriedades rurais, locais em que geralmente às residências ficam sem os proprietários que precisam sair para trabalhar no campo.

Na manhã de quinta-feira, 25, policiais civis cumpriram Mandados de Busca na cidade e interior. Além da apreensão de munições, os policiais reuniram elementos que embasarão as investigações que continuarão.

Para a Polícia Civil, há uma logística empregada na modalidade criminosa e envolve diferentes atores. Do Furto à venda das armas, outras pessoas atuam intermediado o “negócio”. A Polícia Civil não divulgará os nomes dos envolvidos para não atrapalhar as investigações. O Volumoso Inquérito Policial já possui mais de 200 páginas.

Para o chefe de Investigações da Policia Civil, “uma investigação não se baseia em suposições e nem nasce do acaso, o caminho é longo e deve ser percorrido com cautela e sigilo para preservar as informações”.

O Furto de armas de fogo tem sido responsável em abastecer o comércio ilegal. Quem vende arma de fogo, comete um crime contra toda a sociedade que fica exposta ao perigo concreto de perder a vida. Desta forma, não se pode admitir que pessoas com conduta assim, se esquivem da aplicação da Lei – seja quem for.

jopioneiro

Responder

comment-avatar

*

*