CANARANA: Recém-nascida indígena é resgatada após ficar enterrada por mais de 5 horas

CANARANA – Uma história revoltante e ao mesmo tempo surpreendente e emocionante ocorreu na noite de ontem em Canarana. Uma bebê recém-nascido indígena teria ficado mais de cinco horas enterrada antes de ser socorrida pela polícia após uma denúncia anônima.

Consta no boletim de ocorrência que uma denúncia anônima informou que uma indígena tinha dado à luz por volta do meio dia de ontem, terça-feira (05), e que por volta das 16h00 teria enterrado a criança num terreno baldio ao lado de sua residência, localizada na Av. Paraná, bairro Nova Canarana. O fato chegou ao conhecimento da testemunha por volta das 20h00, quando então comunicou a polícia.

Policiais militares foram imediatamente até o local indicado e em conversa com a avó da criança, a mesma confessou ter enterrado o bebê, uma menina, e indicou o local, alegando que a mesma tinha nascido morta por ser prematura. Teria sido este o motivo que enterraram a criança e não comunicaram ninguém, por ser um costume da etnia, que fica no Xingu.

A PM isolou o local, acionou a PC para que informasse a perícia técnica. Na sequência, os policiais, sob orientação da perícia técnica, foram verificar se o óbito estava confirmado e começaram a escavar por volta das 21h00, quando começaram a ouvir o choro do bebê, que foi retirado e levado rapidamente para o Hospital Municipal.

Indagada, a mãe também disse que seu filho nasceu morto. Já outro indígena informou que o pai da criança já teria informado a mãe que não iria assumir seu filho e que já estaria morando em outra aldeia com outra índia. Além disso, a mãe do bebê tem apenas 15 anos, podendo serem esses os motivos que levaram a avó e a mãe a terem tentado matar a menina.

A criança foi atendida pelo Dr. Tiago Bittencourt e o médico a diagnosticou com duas fraturas no crânio. Na sequência ela foi encaminhada para o Hospital Regional de Água Boa, onde se encontra com quadro clínico estável, apresentando apenas uma deficiência respiratória discreta. Avó e mãe foram detidas e primeiramente a mãe foi levada receber atendimento médico no Hospital Municipal.

Um vídeo mostra o momento do resgate. Policiais e todos que estavam presentes se emocionaram.

 

jopioneiro

Responder

comment-avatar

*

*