Canarana será o primeiro município a receber resort de turismo indígena do Brasil

Canarana é um dos municípios escolhidos para receber um Centro de Turismo e Cultura Indígena (CTCI), um resort com 120 leitos no padrão cinco estrelas. Será um investimento superior a 70 milhões de reais. A expectativa é que os recursos sejam alocados ainda neste ano e as obras iniciam logo em seguida.

O projeto, que tem como slogan “O índio no século XXI com a tradição do século XV”, visa colocar a cultura indígena como atração turística. Os índios irão trabalhar diretamente nos resorts e serão remunerados por isso. O projeto CTCI é do índio, pelo índio e para o índio. O projeto quer atrair visitantes turísticos nacionais e internacionais. Ao todo serão 20 resorts espalhados pelo Brasil onde há povos indígenas. O Centro de Turismo e Cultura Indígena manterá uma área exclusiva destinada ao turista e uma área exclusiva destinada ao indígena. O primeiro deles será construído em Canarana.

Esse projeto é de autoria do jornalista político ambiental Célio Judson de Souza, residente em Brasília/DF, que já foi secretário de dois ex-presidentes da república. Ele é sócio proprietário da empresa Turis Índio Administradora e Participação Ltda. O planejamento do projeto está por conta da Saint Germain Consultores Associados Ltda. A OSCIP mantenedora é a Associação Ecológica Piratingauna. A sede nacional Turis Índio está em Canarana, onde o jornalista recebeu apoio da equipe do Escritório Amigo Rural, sócia da empresa. Por isso a sede administrativa foi transferida para cá. O projeto também recebeu o apoio da administração municipal anterior e do vereador Paulinho, que quando presidente da Câmara, atendeu ao pedido de criação da lei 109/2012. A atual administração também apoia o empreendimento, através do futuro secretário municipal de Assuntos Indígenas, Airton Braz da Roza.

Com o projeto concluído e a empresa Turis Índio constituída, a equipe foi atrás de recursos nacionais e internacionais, os quais estão em fase final de liberação. Recebendo os recursos, a Turis Índio repassará o valor de cada resort para as OSCIP (Ongs), que vão participar na construção e na administração dos negócios. Estuda-se uma parceria com o IPEAX (Instituto de Pesquisa Etno Ambiental do Xingu), para futuros trabalhos em parceria.

Aqui no Mato Grosso, além de Canarana, será construído um resort em Barra do Garças e outro em Vila Rica. O foco em Barra do Garças será águas quentes e de praia, em Vila Rica a pesca e em Canarana o turismo de selva. Aqui, o Centro de Turismo e Cultura Indígena será construído próximo ao Parque do Xingu. Além de um hotel com 120 leitos cinco estrelas, o resort de Canarana contará com aeroporto, tratamento de água, esgoto, duas fontes de energia, viveiro, escola técnica, alojamento para 1200 indígenas, refeitório coletivo, teatro, biblioteca, museu físico e virtual, piscinas, área esportiva, área cultural, e seis km de trilha na selva através passarelas construídas ligando as copas das árvores.

Nossa reportagem teve acesso à documentação da empresa Turis Índio, já constituída, de terrenos espalhados pelo Brasil já doados à empresa para construção dos resorts, aprovação dos empreendimentos junto aos órgãos competentes, além do interesse concreto de bancos e empresas nacionais e internacionais em liberar recursos para o projeto, que deve alcançar cifras bilionárias.

CONFIRA ONDE SERÃO INSTALADOS OS CTCI PELO BRASIL:

Canarana MT – Turismo de selva, próximo ao Parque Nacional do Xingu, às Margens do Rio Xingu; Barra do Garças MT – Turismo Hidro Termal, às margens do Rio Araguaia; Vila Rica MT – Turismo água e pesca, próximo ao Parque Nacional do Xingu e às margens do Rio Araguaia; Manicoré AM – Turismo de selva, ás margens do Rio Madeira; Altamira PA – Turismo de selva, ás margens do Rio Xingu; Presidente Figueiredo AM – Turismo de selva; Parati RJ – Turismo de praia; Angra dos Reis RJ – Turismo de praia; Caraguatatuba SP – Turismo de praia; Jaraguá SP RJ – Turismo Serrano; Missões RS – Turismo Serrano; Cabrália BA – Turismo de praia; Potiguar RN – Turismo de praia; Barra do Corda MA – Turismo de selva; Pesqueira PE – Turismo Serrano; Canindé CE – Turismo Serrano; Brasília DF – Turismo Urbano Cívico Social.

JoPioneiro

Responder

comment-avatar

*

*