Canarana têm situação de emergência homologada

O governo do estado homologou, na sexta-feira (21), situação de emergência em mais dois municípios de Mato Grosso que estão sendo afetados pela estiagem: Canarana, a 838 km de Cuiabá, e Santa Cruz do Xingu, a 994 km da capital. Os decretos assinados pelo governador Pedro Taques (PSDB) foram publicados no Diário Oficial que circulou no sábado (22) e têm prazo de 90 dias, que pode ser prorrogado pelo mesmo período, se necessário. O G1 não conseguiu contato com os prefeitos de Canarana e Santa Cruz do Xingu.

Em Mato Grosso, apenas este ano, mais de 20 municípios já decretaram situação de emergência, a maioria por estiagem. Até o momento, mais de oito municípios tiveram a situação de emergência homologada pelo estado, após inspeção realizada in loco por equipes da Defesa Civil. Ao decretar a situação de emergência e ter o estado reconhecido, os municípios recebem ajuda financeira.

Em Canarana, o prefeito Evaldo Osvaldo Diehl (PSD) decretou a situação de emergência no dia 26 de setembro deste ano, alegando que a falta de chuvas afetou, com gravidade, várias comunidades do município, como assentamentos, aldeias indígenas e distritos, além das lavouras dos produtores, conforme informações do Sindicato Rural do município e laurdos das lavouras que atestam a situação anormal.

Em Santa Cruz do Xingu, a situação de emergência foi decretada no dia 27 de setembro pelo prefeito Marcos de Sá (PSB), também por causa da estiagem.

Nesses municípios, a falta de chuvas afeta principalmente a agricultura e a pecuária e, ainda, os pequenos produtores locais, causando a perdas em lavouras e impactando diretamente na redução das receitas municipais que, por sua vez, geram impactos sobre a área social e econômica da população.

Governo federal
Em setembro deste ano, três municípios de Mato Grosso tiveram as situações de emergência, decretadas em julho deste ano por conta da estiagem, reconhecidas pelo governo federal. A portaria de reconhecimento das situações de Água Boa (a 736 km de Cuiabá), Cláudia (a 608 km da capital) e Querência (a 912 km de Cuiabá) foi publicada no Diário Oficial da União pelo Ministério da Integração Nacional.

Responder

comment-avatar

*


*