Chuva dificulta trânsito de veículos no Araguaia

Todos os anos o dilema é o mesmo, basta começar o período de chuva no Norte Araguaia para começar os problemas da população, dos produtores, comerciantes e principalmente dos caminhoneiros, as estradas ficam intransitáveis com inúmeros problemas que vão de pequenos buracos a grandes atoleiros.

Neste período o produtor rural que começa o plantio da safra 2012/2013 sofre na hora de transportar as sementes e insumos agrícolas que são essenciais para o plantio, de outro lado os comerciantes sofrem quando precisam transportar os produtos que serão comercializados a varejo nas lojas e supermercados, haja vista, que 90% do que consumimos no Norte Araguaia são importados de outros estados, como o caso dos hortifrutigranjeiros que vem do Estado de Goiás.

Cidades como São Félix do Araguaia, Bom Jesus do Araguaia, Novo Santo Antônio, Alto Boa Vista, Santa Terezinha, Santa Cruz, Serra Nova Dourada que dependem 100% de estradas de chão em determinada época do ano ficam praticamente isoladas, o problema é maior quando as pontes que são de madeira e frágeis são carregadas pelas fortes correntezas e as cidades ficam dias ter como obter acesso de cargas de fora.

As cidades que ficam em situações mais críticas são Santa Cruz do Xingu e Santa Terezinha que são distantes do polo regional (Confresa) e tem estradas más conservadas e as pontes em estados precários o que facilita a aparição dos problemas.

PROMESSAS
 – Segundo a assessoria do governo estadual de Mato Grosso, no próximo ano é para começar as obras do Programa Cidades Interligadas, que tem um pacote de R$ 1,5 bilhões de reais para interligar todas as cidades de Mato Grosso. Por enquanto serão deixadas equipes da secretaria de obras a disposição dos municípios para resolver os problemas emergenciais durante o período de chuva.

Outra promessa do governo é interligar a região do Norte Araguaia à região do Nortão através da antiga BR 080 atual MT 322, o asfaltamento começou em 2010, porém segue em ritmo lento o trecho de aproximadamente 80 km em obras que liga Matupá ao distrito de União do Norte. Para os produtores do Nortão o asfaltamento vai facilitar o transporte da safra da região para os portos de exportação.

SEM RESPOTA – Tentamos contato com a superintendência do DNIT em Mato Grosso, para saber como ficarão as obras da BR 158 para 2013, porém não obtivemos sucesso. A BR ainda tem um trecho de mais 150 km em estradas de chão no trecho que passa por Mato Grosso.

Araguaia Premium com BBNews.

Responder

comment-avatar

*

*