Clima pesado domina vestiário do Timão após derrota no Mato Grosso

De volta a São Paulo, jogadores do Timão admitem atuação abaixo do esperado contra o Luverdense e destacam poucas palavras após o jogo

O clima no vestiário do Corinthians após a derrota por 1 a 0 para o Luverdense, na noite da última quarta-feira, não foi dos melhores. Chateados com o gol marcado por Misael aos 45 minutos do segundo tempo, que decretou o triunfo dos mato-grossenses no estádio Passo das Emas, os alvinegros pouco conversaram entre si para tentar entender a má atuação na estreia da equipe na Copa do Brasil deste ano.
Recebido com festa pelos torcedores da cidade de Lucas do Rio Verde, que compareceram em peso ao treinamento do Timão na véspera da partida, o elenco alvinegro terminou o jogo de ida das oitavas de final da competição nacional sob vaias de alguns e gritos de cobrança de outros. Membros de torcidas organizadas pediam raça aos jogadores.
– Nos olhando no vestiário já vimos. Nós nos conhecemos bem. Vimos que todos estavam chateados por conta da nossa atuação. Procuramos nem falar muito para não nos estressarmos. Cada um ficou na sua, mas sabendo que faltou muito de nós mesmos neste jogo e esperando a próxima partida para reverter a situação – afirmou o lateral Edenílson.
O volante Ralf, jogador que permaneceu mais tempo para conversar com a imprensa no desembarque da delegação na manhã desta quinta-feira, revelou que os próprios atletas se cobraram pelo tropeço fora de casa. Ciente do mau desempenho, o “cão de guarda” admitiu que o Corinthians precisa melhorar se quiser chegar às quartas de final da Copa do Brasil e lutar pelo seu quarto título no torneio.
– A cobrança sempre vai existir. Mesmo quando jogamos bem, tentamos acertar algumas coisas. Sabemos que estivemos muito abaixo do nosso normal. Todos esperavam mais do Corinthians, inclusive nós mesmos. Faz parte – resumiu.
A expressão do técnico Tite na chegada a São Paulo deixou clara sua insatisfação com o resultado obtido no Mato Grosso. A passos largos, o comandante alvinegro foi o primeiro a se dirigir ao ônibus que esperava a delegação do Corinthians no aeroporto. Em entrevista coletiva após a partida contra o Luverdense, Tite se limitou a dizer que não tinha desculpas, e que a equipe havia jogado mal.
O Timão precisa vencer o time mato-grossense por dois gols de diferença na próxima quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília), no estádio do Pacaembu. Caso o Luverdense balance as redes em São Paulo, o Corinthians precisará marcar três gols para se classificar. Qualquer empate dá a vaga nas quartas de final ao Verdão do Norte. Expresso MT

Responder

comment-avatar

*

*