Comando Vermelho abarca todas as facções criminosas do Estado

O Comando Vermelho de Mato Grosso abarca todas as facções criminosas que ‘nasceram’ nas unidades prisionais do Estado – como Baixada Cuiabana e o Comando Verde. As informações são do secretário titular da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Luiz Antonio Possas de Carvalho.

“Todas essas organizações foram fundidas em uma única, que nasceu há cerca de dois anos e vinha se fortalecendo. Se não agíssemos agora em acredito que a Mato Grosso vivenciaria uma situação como no Maranhão em dois anos, em que uma organização comanda todos os presídios”. 

Na manhã de hoje, a Polícia Civil deu início a uma grande operação para desarticular a facção criminosa que vinha atuando nas penitenciária em roubos, extorsões, tráfico, homicídios e latrocínios. Ele ainda explicou que há cerca de 60 dias, as unidades prisionais passam por um intenso processo de monitoramento.

“Na verdade, nossa operação já começou há tempos e estamos atuando em um processo de limpeza nas unidades prisionais. O Sandro Louco, por exemplo, já foi transferido há mais de dez dias para a penitenciária de Rondonópolis”. Sandro Rabelo da Silva é um conhecido criminoso envolvidos em assaltos a bancos e apontado como sendo um dos líderes do esquema ‘Comando Vermelho de MT”.

O secretário explicou que ele permanece no aguardo da decisão do Departamento Nacional Penitenciário (Depen) para transferência em uma unidade prisional de segurança máxima federal. Na manhã de hoje, a Polícia Civil deu início à operação Grená, que cumpre 43 mandados de prisão (sendo 31 em unidades prisionais de Mato Grosso) e outros 12 mandados de busca e apreensão.

A Polícia Civil cita que o Comando Vermelho de Mato Grosso é uma filial independente da facção Comando Vermelho do Rio de Janeiro, que na década de 90 foi uma das organizações mais poderosas do Rio e que mesmo seus líderes estando presos ou mortos ainda domina pontos de drogas em favelas e morros. Olhar Direto

Responder

comment-avatar

*

*