Combate à criminalidade é intensificado em Novo São Joaquim

A Polícia Judiciária Civil intensificou a repressão à criminalidade no município de Novo São Joaquim. Em pouco mais de um mês, a Delegacia da Polícia Civil concluiu 36 procedimentos policiais, entre inquéritos, termos circunstanciados de ocorrência e verificações preliminares.

Os delitos de trânsito é uma das prioridades da unidade policial. De acordo com o delegado, Joaquim Leitão Júnior, trata-se de um crime grave, embora a legislação o tenha elevado ao status de crime de médio potencial ofensivo. “O que é um verdadeiro absurdo, porquanto coloca em risco a segurança coletiva no trânsito”, destaca.

Segundo o delegado Leitão, as ações desenvolvidas no município em parceria com a Polícia Militar, visam não só combater o crime, mas também concluir inquéritos policiais, principalmente os homicídios, finalizar investigações preliminares, e os termos circunstanciados de ocorrência.

O delegado asseverou que é importante trabalhar com metas na administração pública para trazer maior eficiência aos resultados projetados. De acordo com Leitão, a Polícia Civil vai desenvolver de aproximação da instituição com a sociedade, através de palestras em escolas, trabalhos itinerantes e outras campanhas. “A população local de Novo São Joaquim já sente os efeitos do trabalho repressivo realizado diuturnamente pela Polícia Civil”, disse o delegado.

O delegado ainda destacou que os pequenos delitos serão fortemente combatidos, para evitar a ocorrência dos delitos de média e grave repercussão ofensiva, “a fim de reduzir drasticamente o número crescente da criminalidade quando os pequenos crimes agigantavam tantos outros”, enfatizou. “Vamos aplicar a legislação penal semelhante ao que aconteceu nos Estados Unidos, na 1990 através da ‘teoria das janelas quebradas’, em que se combatia com energia os delitos considerados pequenos”, afirmou. Araguaia Digital

Responder

comment-avatar

*

*