Confirmado primeiro caso de zika vírus no estado de Mato Grosso

Morador de Cuiabá, homem de 52 anos foi diagnosticado com o vírus.
Secretaria de Saúde já enviou 160 amostras de casos para análises.

Mosquito Aedes aegypti também é vetor do zika vírus. (Foto: CDC-GATHANY/PHANIE/AFP)

A Secretaria estadual de Saúde (SES) confirmou nesta terça-feira (8) o primeiro caso de zika vírus no estado de Mato Grosso. O caso é de um homem de 52 anos, morador do Bairro Nossa Senhora Aparecida, em Cuiabá, que apresentou os sintomas da doença em julho deste ano. O diagnóstico foi confirmado posteriormente pelo laboratório Evandro Chagas, no Pará. O paciente passa bem.

A SES afirmou que cerca de 160 amostras de sangue já foram enviadas para análises no laboratório paraense, um dos poucos no país que realizam este tipo de exame. Destas amostras, 68 já foram descartadas como possíveis focos da doença. Outras 45 ainda estão em análise e 33 aguardam triagem. Das catorze amostras já devolvidas pelo laboratório, uma retornou com o resultado positivo para o zika vírus.

O zika vírus é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo vetor da doença da dengue e da febre chikungunya. Os sintomas do zika vírus – parecidos com os da dengue – são febre, dores de cabeça, no corpo e nas articulações e sensibilidade à luz (fotofobia), entre outros.

A fotofobia, aliás, é uma das características diferenciais da doença, assim como manchas no corpo, principalmente nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, e conjuntivite sem secreção e coceira.

A recomendação para que se previna a doença é a mesma aplicada à dengue: a limpeza em focos de água de parada, como pneus, vasos de planta, caixas d’água e outros para se evitar a proliferação do mosquito vetor. G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*