Cooperativas de Laticínios discutem Central de Serviços em Campinápolis MT

A quarta etapa do Encontro das Cooperativas de Laticínios de Mato Grosso reuniu novamente os principais representantes do setor. O evento aconteceu em Campinápolis, há 660 quilômetros de Cuiabá, sede da Campileite. O objetivo do encontro é alinhar e debater temas chave da cadeia láctea. Juntas as cooperativas de leite representam mais da metade do leite industrializado em Mato Grosso.

Na pauta do encontro, além da troca de informações e integração das cooperativas, discutiu-se a criação da rede brasileira de abastecimento para cooperativas de laticínios. O projeto foi apresentado pelo técnico da OCB-MT, Mauro Machado, que participou da reunião da Câmara Técnica do Leite – CBCL, em Uberlândia, Minas Gerais. A ideia é integrar em uma central,  diversos serviços para o ramo. “A proposta está em estudo e deve beneficiar todas as cooperativas em âmbito nacional. É uma iniciativa que fortalecerá o ramo para a competição do mercado”, afirmou Mauro. Segundo o superintendente da OCB/Sescoop-MT, Adair Mazzotti, um trabalho de base e coleta de informações, já em realização, deve levantar todo o potencial do setor. “Os benefícios de uma rede desse porte vão desde o ganho em escala a ser efetivado pelas compras na rede de abastecimento conjunto, até o fortalecimento do ramo, que terá mais um ponto de força na comercialização dos produtos”, afirmou Mazzotti.

Outro destaque nas discussões do evento foi a assistência técnica nas cooperativas de laticínios, desde sua capacitação até a viabilização em metas e resultados. “Precisamos de uma ferramenta que nos permita mensurar a eficiência da assistência técnica. Saber qual é o seu impacto direto na produção do cooperado”, afirmou Sebastião Borges Reis, presidente da Comajul, com sede em Juscimeira. Para suprir essa demanda será realizado um estudo de metodologias de assistências técnicas, em parceria entre o Sistema OCB, Embrapa e cooperativas. O objetivo é identificar problemas em comum, mensurar resultados e avaliar melhor a atuação técnica e seu impacto para os cooperados. “Vamos buscar opções no mercado, desde o exemplo da Comajul, que já está implantando um projeto até na Embrapa, que já é nossa parceira na assistência às cooperativas.” destacou Dr. Onofre Cezário de Souza Filho, presidente da OCB/Sescoop-MT.

Participaram do evento, dirigentes e técnicos das cooperativas Coopernova, Comajul, Cooperguarantã, Cooperselene, Cooagril, Cooppa, além de representantes dos parceiros Embrapa, Empaer, Imea, Famato, Sedraf e Aproleite. O evento promovido pela Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso (OCB-MT) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Cooperativa no Estado de Mato Grosso (Sescoop-MT), em parceria com as cooperativas.

Sistema OCB/MT via cooperativismo.

Responder

comment-avatar

*

*