Criança de 10 anos morre em MT com suspeita de dengue hemorrágica

Menino estava internado no PS de Várzea Grande desde o último dia 18.
Segundo Secretaria Estadual de Saúde, caso ainda está sob investigação.

Um menino de 10 anos morreu neste domingo (21) no Pronto-Socorro de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, com suspeita de dengue hemorrágica. Wéllison Oliveira Silva morava com os pais e os irmãos no município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, e havia sido transferido de avião para Várzea Grande na última quinta-feira (18). O corpo da criança foi enterrado nesta segunda-feira (22).

A Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento de Sorriso confirmou a morte por dengue hemorrágica. Segundo o órgão, até esta segunda-feira (22) a cidade registrou 542 notificações de dengue e esse é a primeira morte pela doença no município.

No entanto, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o caso ainda está sob investigação e a causa da morte ainda não foi apontada. Neste ano em Mato Grosso, duas mortes por dengues foram confirmadas, sendo uma em Cuiabá e outra em Sapezal, a 473 km da capital.

Laudo da morte diz que criança teve dengue hemorrágica (Foto: Arquivo pessoal)Laudo da morte diz que criança teve dengue hemorrágica
(Foto: Arquivo pessoal)

Segundo o padrasto da criança, Milton Hélio Félix de Souza, o menino começou a se sentir mal no dia 13 de junho, e, dois depois, quando a febre aumentou eles o levaram ao Hospital Regional da cidade. Após o agravamento dos sintomas, a criança foi transferida de avião na última quinta-feira (18) para o Pronto-Socorro de Várzea Grande, onde ficou internada desde então.

“A minha mulher está muito mal, mãe é mãe, sente bastante. Não esperávamos. Ele era um garoto saudável, não achamos que essa situação chegaria a esse ponto. Estamos inconsoláveis”, disse Milton. O garoto cursava o 3º ano do ensino fundamental na Escola Municipal Francisco Donizete de Lima. Durante a manhã, as aulas foram suspensas na unidade.

Dengue
De acordo com o Levantamento de Índice Rápido (Lira), no mês de maio, Sorriso obteve um índice de infestação de 6,6% de larvas encontradas. O número indica que o município se encontra em estado de risco, visto que o índice aceitável pelo Ministério da Saúde é de até 1%. No bairro Nova Aliança, onde o menino morava, o índice de larvas encontrado foi de 5,49%.

É preciso que a população se mantenha sob alerta para o acúmulo de água parada, limpeza dos quintais e terrenos, evitando acúmulo de lixo e vedando os reservatórios de forma que o mosquito não prolifere. Caso apresente sinais e sintomas das doenças, deve-se procurar imediatamente os serviços de saúde e evitar o uso medicamentos sem prescrição médica. G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*