‘Crossfit’ auxilia treinamento físico de policiais do Bope‏

DANA CAMPOS

Assessoria/PM-MT

Técnica ampliada de atividade física, usada há cerca de 30 anos pelas forças especiais dos Estados Unidos da América (EUA), o ‘Cross fit’ é aplicado aos policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Segundo o empresário Wagner Ribeiro, precursor do ‘cross fit’ em Cuiabá, a técnica consiste na execução de atividades que trabalham todas as áreas física-musculares: condicionamento cardiorespiratório, força, flexibilidade, resistência muscular, agilidade, equilíbrio, velocidade, coordenação e precisão. Os exercícios são aplicados de forma repetida e variam entre corrida, salto e levantamento de peso.

No último sábado (16-11), cerca de 40 policiais e atletas convidados participaram de uma competição promovida pelo Bope, em parceria com a acedemia WR. O circuito contou com cinco rounds, sendo 600 m de corrida, girada de pneu (com aproximadamente 30 kg), corrida de

mochila com areia (30 kg), salto de caixa (0,5m de altura), agachamento (com peso de 30 kg) e corrida de carrinho de mão (50 m).

Para o organizador do evento, capitão Hugo Reis, “o ‘cross fit’ é uma forma de implementar o treinamento dos policiais do Bope, e tem sido importante por propiciar a melhora do nosso condicionamento físico, já que lidamos frequentemente com ações que exigem bastante esforço físico ”.

Conforme o médico cardiologista da PM, major Leonardo Dotta, “a técnica é um importante meio de ampliar a capacidade cardiorespiratória, que acaba refletindo na melhora da habilidade e força física dos policiais”. O médico também lembrou sobre a importância de os policiais manterem a avaliação ergométrica em dia, “pois as atividades exigem muito esforço físico e a ausência desse cuidado pode gerar danos à saúde”.

Responder

comment-avatar

*

*