Cuiabá é um erro como sede da Copa, diz deputado

DEPUTADO ZECA VIANA, CAMPO GRANDE ESTÁ MELHOR PREPARADA QUE CUIABÁ PARA UMA COPA

Em meio a tantas polêmicas envolvendo as obras da Copa ocorridas no ano passado e a secretaria extraordinária comandada por Eder Moraes, o presidente estadual do PDT, deputado Zeca Viana, declarou em entrevista ao RDNews, que foi um erro a Capital ter sido escolhida como uma das cidades sedes, já que, Campo Grande, sua adversária durante o processo de seleção, teria demonstrado maiores condições de receber os quatro jogos do Mundial.

“Foi um grande erro a Copa aqui em Cuiabá. Nós não tínhamos estrutura para isso”, dispara.

Além disso, o parlamentar revelou que o VLT pode não ser implantado. Segundo ele, nos corredores da Assembleia, já está havendo conversação sobre a viabilidade do projeto. O pedetista acredita que o valor que está sendo investido no modal poderia ter outras finalidades.

Outra figura que não acredita na veracidade do modal é o senador Blairo Maggi (PR). O republicano chegou a declarar por meio de carta enviada a um colega de Congresso, que não acredita que o VLT seja implantado em tempo hábil.

O lançamento do edital de licitação do VLT estava previsto para ocorrer em dezembro do ano passado. No entando, Eder anunciou que até o próximo dia 16 o projeto estará pronto para ser licitado. Segundo ele, o atraso no lançamento do edial se deve ao fato das obras na Capital estarem muito adiantadas em comparação com os demais Estados e, por isso, a cidade acabou sendo prejudicada pelas “retardatárias”.

Desta forma, o secretário garante que o calendário da Caixa Econômica Federal deve estender o prazo até quinta (5) para apresentação das propostas.

Mesmo com as constantes críticas, o secratário afirrma que não será difícil cumprir o cronograma, já que o Estado já está com tudo pronto. De acordo com ele, o convênio do governo com o banco deve ser assinado até o próximo dia 13.

O empréstimo do Estado para implantação do VLT será de R$ 1,2 bilhão, sendo que R$ 454 milhões já estavam garantidos pela Caixa para o BRT, modelo escolhido inicialmente para Cuiabá e Várzea Grande, ainda no governo de Blairo Maggi (PR), hoje no Senado.

RD NEWS

Responder

comment-avatar

*

*