Custo dos estádios da Copa triplica; preço da Arena Pantanal também sobe

Wesley Santiago

O custo dos 12 estádios que servirão como sedes da Copa do Mundo de 2014 mais que triplicaram desde o início dos projetos. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (27) pelo jornal O Estado de S. Paulo, que teve acesso a um documento enviado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) à Fifa, em 2007. Arena Pantanal também teve aumento.

A nova arena cuiabana não ficou para trás no aumento. Inicialmente o estádio custaria menos de R$ 400 milhões de reais, porém, já depois da licitação feita sofreu aumento e foi para R$ 454,2 milhões. Agora, segundo o Portal da Transparência o custo ultrapassa os R$ 570 milhões.

E segundo o portal quem ‘bancou’ este aumento foi o próprio governo de Mato Grosso. O financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para a obra foi de R$ 339 milhões. Os outros R$ 231 milhões são de recursos próprios do Estado.

O Estado de S. Paulo teve acesso ao documento que a CBF enviou à Fifa para se candidatar a vaga de país sede do Mundial de 2014, que foi fechado em 30 de outubro de 2007. No relatório o custo de todas as 12 arenas seria de aproximadamente R$ 2,6 bilhões. Porém, segundo a última estimativa oficial, os valores devem chegar a R$ 8,9 bilhões, mais que o triplo.

No relatório também havia informações como a situação dos aeroportos. A entidade máxima do Futebol – Fifa – considerava a infraestrutura de transporte aéreo suficiente. Disse também que os hotéis e hospitais poderiam atender a demanda do torneio. A federação ainda classificou as unidades de saúde como ‘referência internacional’, porém, nenhum dos hospitais era público. Olhar Direto

Responder

comment-avatar

*

*