Defunto quase é enterrado com nome falso em Aragarças

O corpo de um homem que foi morto na cidade de Rondonópolis por muito pouco não foi enterrado em Aragarças com o nome falso. O homem tinha por nome Jean Carlos e era foragido da justiça a cerca de quatro meses. Ele seria sepultado com o nome de Renato. O homem teria sido assassinado, mas o fato ainda é investigado.O delegado Ricardo Galvão foi quem passou as informações.

 A polícia recebeu a informação que o corpo chegaria na cidade e seria enterrado sem ao menos fazer o velório. A funerária que trazia o corpo foi interceptada por PMs de Aragarças na Avenida Ministro João Alberto por volta de 16h. Ao conferir a documentação, o corpo estava com o nome de outra pessoa. Ao invés de Jean Carlos se chamava Renato. Nome falso que ele usava para viver tranquilamente em Rondonópolis.

Um parente de terceiro grau veio na funerária, um homem de nome Lucio que acabou sendo encaminhado até a delegacia da cidade. Prestou depoimento e foi liberado em seguida. O curioso de toda essa historia é que a mulher do Jean foi até Rondonópolis fazer o reconhecimento do corpo. Mesmo com toda a documentação falsa conseguiu fazer todo o trâmite e trazer o corpo para Aragarças.

Outro fato curioso é que na mão do defunto tinha uma aliança com nome de Jean Carlos e Weslaine. Mas quem seria enterrado era o Renato. O homem que seria enterrado foi encaminhado ao IML até que o corpo seja periciado e a situação resolvida. O corpo já está em estado de decomposição, pois já morreu a mais de quatro dias.

A ação aconteceu entre as polícias militar e civil de Aragarças com informações do serviço de inteligência da Polícia Militar de Barra do Garças. Semana 7

Responder

comment-avatar

*

*