Desintrusão da Suiá Missu começa com tiroteio, produtores são atingidos

A primeira propriedade vistoriada pela Força Nacional na Operação da desocupação dos 165 mil hectares da Suiá Missu começou na fazenda Jordão de propriedade de Antonio Manedi Jordão popular Alemão de 64 anos, os policias chegaram por volta das 11:15 hs da manhã e cerca de 30 agentes entraram na propriedade, a reportagem do Portal Agência da Notícia que estava na frente da fazenda não pôde entrar.

Por volta das 13:00 hs cerca de 70 produtores da área foram com carros, camionetes e motos até a fazenda que fica a cerca de 30 km do Distrito de Posto da Mata onde está montado o acampamento dos manifestantes que não admitem a desocupação da área.

Os produtores foram em gritos de guerra rumo à fazenda que estava sendo alvo da desocupação, na chegada os produtores partiram para adentrar à fazenda, mas foram barrados pela Polícia Rodívaria Federal e também os agentes da Força Nacional. Os manifestantes começaram a soquear o carro da Força Nacional e os policiais reagiram com bombas de efeito moral, gas lacrimogenio, balas de festim e de borracha e spray de pimenta. Algumas pessoas se feriram, e o momento foi de muita tensão. Pessoas desesperadas gritando,mas dispostos a morrer em defesa de suas propriedades.

O confronto durou cerca de 40 minutos, até que a Polícia conteve os animos dos manifestantes, muitos ficaram feridos e a irmã irene Vice Prefeita Eleita do Município de Alto Boa Vista passou mal e desmaiou, ela foi socorrida pelos próprios manifestantes.

A todo momento a Polícia pedia calma aos manifestantes que diziam a todo momento que estavam dispostos a morrer, além de dizerem que não estavam armados, porém queriam entrar dentro da propriedade, dizendo que lá dentro haveria várias crianças.

Essa foi a primeira fazenda em que os agentes da Força Nacional que estão dando aparato a operação de desocupação da Suiá Missu visitou, vale ressaltar que são mais de 900 propriedades dentro da área da Suiá Missu para serem desocupadas.

O clima que já estava tenso no local, agora ficou mais tenso ainda, e preocupação é que haja realmente derramento de sangue, já que muitas pessoas no local dizem que só deixaram as terras mortas.

Novas informações do 1º confronto.

O Primeiro fazendeiro a ter a propriedade desocupada na área da Suiá Missu está em desespero, Alemão como é conhecido o dono da propriedade Jordão, policiais teriam colocado um facão no pescoço dele, dizendo que ele estaria incitando a violência. “É desumano o que aconteceu aqui, eles chegaram com um facão e colocaram no meu pescoço, mandando eu calar a boca e dizendo que iam me matar porque eu estava incitando a violência”, contou Alemão por telefone.

Cinegrafista é atingido com balas de borracha:

O Cinegrafista Raphael Braynner foi atingido por duas balas de borracha na perna esquerda, enquanto estava trabalhando na cobertura do confronto. A tensão tomou conta do local ocupado por cerca de 7 mil pessoas. Muitos dizem que estão dispostos a morrer pela terra.

Agência da Notícia

Fotos: José Medeiros / Fotos da Terra /Jardel Patrício

Responder

comment-avatar

*

*