Detentos participam de curso e produzem uniformes para eles e para o Hospital Municipal

CANARANA – Depois de dois meses e meio de aulas e trabalhos, terminou no final de abril o curso de Corte e Costura na Cadeia Pública de Canarana. Nesse período, além da capacitação e da redução da pena, os 10 reeducandos participantes confeccionaram 180 uniformes para eles próprios, além de jalecos para os profissionais que trabalham no Hospital Municipal e 130 peças de shorts e pijamas para os pacientes da unidade hospitalar.

Conforme informações do diretor do presídio, Charles Jeremy, o curso de 120 horas teve a parceria da Prefeitura Municipal, Lions Clube, Conselho da Comunidade, Poder Judiciário, que doam os materiais e dão toda assistência necessária, além da professora Lia Cabeleireira, que ministrou as aulas como voluntária. As máquinas para a confecção já tinham sido adquiridas numa parceria com o Poder Judiciário.

“Estamos montando uma sala de costura, a sociedade entra com o material e nossa intenção é fornecer para a sociedade a mão de obra para a confecção de uniformes. Quem tiver necessidade é só procurar a gente. Já os detentos aprendem uma profissão e ganham remissão com o trabalho e o curso”, disse o diretor.

Charles Jeremy disse que constantemente são realizados treinamentos na cadeia. Já aconteceu o curso de Eletricista, Corte de Cabelo e Pintura. O diretor quer agora parceria para a aquisição de uma máquina para produzir fraldas, que poderão ser cedidas para alunos da Apae, para as pessoas que ficam no Lar dos Idosos, para os pacientes do Hospital Municipal ou quem precisar.

A Cadeia Pública de Canarana possui atualmente 76 reeducandos.

jopioneiro

Responder

comment-avatar

*

*