Dilmar cobra ambulâncias para os municípios de Mato Grosso

Dal’Bosco dispôs de parte de suas emendas parlamentares para contemplar os moradores de Matupá, Gaúcha do Norte e Marcelândia.

O deputado Dilmar Dal’ Bosco (DEM) cobrou do governador  Silval Barbosa (PMDB) a entrega de ambulâncias para atender a saúde dos municípios de Mato Grosso. Na tribuna, o deputado afirmou que o Executivo  comprometeu-se com os parlamentares em adquirir uma veículo para cada cidade do Estado. No entanto, não tem desempenhado a promessa.
Segundo o democrata, além de usar a tribuna para mais cobrar ação do governador no tocante a saúde pública, os deputados estaduais também têm apresentado uma série de Indicações com pedidos de hospitais e ambulâncias, recursos esses, sempre vetados pelo Executivo Estadual. “Somente hoje vi mais de três documentos de indicações de ambulâncias com veto do governador” relatou.
O parlamentar afirmou que os municípios do Estado, especialmente os do interior, como por exemplo, Nortelândia, União do Sul, Confresa, Porto Alegre do Norte e Chapada dos Guimarães possuem sérias dificuldades de locomoção de pacientes, tendo em vista que possui uma vasta área rural em seus territórios.
“A população têm cobrado uma solução urgente para o transporte de seus familiares que necessitam se locomover para cidades vizinhas ou até mesmo para a Capital, onde existem melhores recursos para tratamento”, disse o parlamentar.
NOVAS AMBULÂNCIAS –  Diante do descompromisso do governador Silval Barbosa (PMDB) quanto a aquisição de novas ambulâncias para os 141 municípios de Mato Grosso, o deputado Dilmar Dal’Bosco dispôs de parte de suas emendas parlamentares para contemplar os moradores de Matupá, Gaúcha do Norte e Marcelândia.
As emendas haviam sido empenhadas no ano de 2011 e só agora foram pagas pelo Executivo através de recursos do Fundo a Fundo. “O governo precisa interiorizar a saúde, levando atendimento de qualidade às cidades pequenas, mas, enquanto isso não acontece precisamos garantir o transporte de pacientes até os hospitais regionais”, concluiu Dilmar.  Expresso MT

Responder

comment-avatar

*

*