Edegar Porsch diz que não vai aceitar política dentro da Acecan

O novo presidente da Acecan (Associação Comercial e Empresarial de Canarana), o empresário e contabilista Edegar Porsch, diz que tem por objetivo fazer com que os empresários acreditem na enti-dade. Garante que o nosso comércio ocupa um lugar de destaque na região. Acredita em melhorias para os empresários nos próximos anos. Defende o desenvolvimento de outros ramos econômicos além da agricul-tura. Critica a baixa participação do empresariado na entidade. Diz que a política tem atrapalhado o desenvolvimento de Canarana. Edegar Porsch, que fica a frente da Acecan no biênio 2013/14, respondeu as perguntas do Jornal O Pioneiro.
Qual a função da Associação Comercial?
EDEGAR – O papel da Associação Comercial é defender e ajudar a classe empresarial, trazendo até os empresários e seus funcionários, cursos, palestras, convênios, orientações, melhorias para as empresas, inter-ferindo, se necessário, junto a qualquer órgão de acordo com a necessidade da classe; fazer com que os associados sejam empresas parceiras entre elas, e não concorrentes; fazer com que as empresas associadas sejam unidas em seus objetivos.
O senhor assumiu recentemente a presidência da Acecan. O que lhe motivou a presidir a única associação comercial e empresarial da cidade?
EDEGAR – A ACECAN tem um papel muito importante no meio empresarial de nossa cidade e estava um pouco desacreditada. Eu, como contabilista e empresário, vejo uma necessidade e a possibilidade de reverter esta situação. Acho que chegou minha hora de tentar mostrar que dá para ser uma ACECAN mais forte e mais ativa. Com estas pessoas que compõem esta nova diretoria, acredito que conseguiremos dar à classe empresarial um ânimo maior para fazermos juntos uma ACECAN maior, mais forte, mais representativa, nos engajando com Prefeitura, Câmara de Vereadores, Sindicato Rural e outras entidades para fazer também uma Canarana mais forte.
Numa comparação com os demais municípios do Médio Araguaia, como o senhor analisa a situação do nosso comércio, seja em quantidade, qualidade e preço?
EDEGAR – Canarana hoje, na nossa região, ocupa uma situação de des-taque, seja em localização geográfica, seja em tamanho, mas acho que Canarana tem um lugar muito especial nos esperando mais adiante. Vejo a nossa Canarana com muito otimismo, com a construção do asfalto da MT-020, reabertura do Frigorífico, instalação ainda neste ano de vários armazéns em nossa cidade, aumento da área plantada em nosso município, com a nova administração pública, enfim, vários indícios de que nosso município vai crescer muito em 2013 e anos seguintes, dando à nossa população mais qualidade de vida, mais opção de investimento para investidores de outras regiões.
Nessa época do ano, muitos comerciantes reclamam da falta de giro, o que começa a melhorar após o fim da colheita. Como o senhor vê o movi-mento em nosso comércio?
EDEGAR – Realmente temos épocas que a movimentação de pessoas é menor em nossa cidade e consequentemente o dinheiro que gira em nosso meio aqui e em varias outras cidades da região, que são quase que totalmente dependentes da agricultura, cai. Precisamos ter mais opções de renda para as nossas famílias. Precisamos estudar possibilidades de investimento de alguma indústria em nossa cidade, estimular o pequeno produtor e o pequeno empresário, pois a monocultura da soja a que estamos caminhando é perigosa e preocupante. Precisamos ainda dar mais valor as empresas de Canarana, conscientizar os consumi-dores a comprar em outras cidades somente o que não temos em nossa cidade, valorizando assim o nosso comércio.
Em torno apenas de 10% das empresas registradas em Canarana estão associadas na Acecan. Quais os motivos dessa baixa adesão?
EDEGAR – Realmente é um índice muito pequeno. Acho que uma participação das piores do Estado. Nosso empresário não está sendo muito participativo na ACECAN, cada um tem seu motivo e talvez a ACECAN também não tenha desempenhado seu papel como deveria, mas a minha presença na presidência da ACECAN é justamente para tentar mudar essa realidade. Vejo a necessidade desta mudança. Nossos empresários devem sentir orgulho da ACECAN, que em contra partida deve dar ao empresário a ajuda que ele necessita dentro das possibilidades da entidade. A ACECAN na verdade é o empresário, só os empresários podem mudar essa realidade. A fraca participação do empresário leva uma ACECAN a ser fraca, e esta nova diretoria se propõem a tomar frente a estas mudanças.
Como é a participação dos associados nas decisões da entidade?
EDEGAR – Sempre foi muito fraca, estive em várias reuniões da administração anterior onde tinham apenas 3 ou 4 pessoas para tomar decisões. Agora nesta nossa diretoria queremos mudar isso. A participação do associado é fundamental para trazer os problemas que existem, ajudar a elaborar saídas para estes problemas, dar a sua opinião. De nada adianta uma nova diretoria se os associados não fizerem a sua parte. Nós da diretoria estamos tentando fazer a nossa parte, dar nossa contribuição e esperamos que os empresários também façam a sua parte nos ajudando, participando das reuniões que acontecem dentro das possibilidades todas as 4ª feiras às 07:30 da manhã. Vamos participar. Venham dar sua opinião, ajudar a ACECAN a ajudar as nossas empresas.
Divergências políticas tem atrapalhado a gestão da Acecan?
EDEGAR – Na verdade a política em Canarana é o que sempre atrapalhou em tudo. É um problema muito grande, pois quando acaba a época da politica, a politica não acaba em Canarana e a cidade fica eternamente dividida em dois grupos, parte a favor do prefeito e outro parte contra o prefeito. Isso deve mudar, e eu como presidente da ACECAN só me propus a este cargo, pois acho que isso é necessário e possível. Não escolhi meus companheiros de diretoria por afinidade política. Tem alguns membros que nem sei de sua ideologia política e nem quero saber. Dentro da diretoria da ACECAN quem estiver pensando em política pode pedir seu afastamento que não vamos permitir isso. Conto com todos os membros da diretoria e associados para expulsar a política de dentro das entidades. Gostaria de contar ainda com a classe politica que é a grande culpada por isso, e conto também com a atual administração pública, pois acredito fielmente que juntos podemos mudar esta realidade.
O que a sua gestão pretende fazer para beneficiar os comerciantes?
EDEGAR – Temos algumas ideias que já tratamos em algumas reuniões e a primeira delas já estamos conseguindo, pois a partir de março seremos representantes regionais da FACMAT em certificados digitais, onde na renovação de seu cartão o associado pagará um preço menor. Temos que dar ao associado e seus funcionários alguns benefícios, oferecer cursos e treinamentos. Na verdade estamos tentando entender onde a ACECAN precisa ser mais atuante. Nada vai ser do dia para a noite. Precisamos conquistar mais empresas. Na verdade é uma estrada de duas vias. Em uma via a empresa ajuda a ACECAN e na outra via a ACECAN ajuda as empresas. Com certeza todos podem apostar nesta nova diretoria, que vai dar a sua contribuição para uma ACECAN mais forte, e uma Canarana melhor.

Responder

comment-avatar

*

*