ELEIÇÕES 2018: Corrida ao Governo de Mato Grosso

Com 12,9 pontos percentuais de vantagem em relação ao 2º colocado, o candidato ao Governo, empresário Mauro Mendes (DEM) tem 34,7% das intenções de voto entre os eleitores mato-grossenses, revela pesquisa estimulada do instituto Mark e divulgada com exclusividade pelo . Em seguida, Pedro Taques (PSDB) pontua com 21,8%, em um empate técnico com Wellington Fagundes (PR), que aparece com 20,3%. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos. Nesse cenário, hoje a disputa à cadeira de governador iria para o inédito segundo turno.

A pesquisa Mark foi realizada entre 7 e 11 deste mês, abrangendo 81 municípios. Está registrada na Justiça Eleitoral sob número MT-01860/2018. Ao todo, foram ouvidos 1.086 eleitores.

O candidato da Rede, Arthur Nogueira, e o do PSOL, Moisés Franz, têm 0,7% das intenções de voto cada um. Os que disseram que não votam em nenhum dos candidatos, mais brancos e nulos somam 5,2%. Não souberam ou não responderam totalizam 16,6%.

Na pesquisa espontânea – situação em que o entrevistado revela nome de preferência sem auxílio da lista dos candidatos -, Mendes aparece também na liderança com 15,1%, enquanto Taques detém 5,3% e, Wellington, 4,8%. Assim como na estimulada, ambos estão empatados nessa modalidade. Os que não sabem ou não responderam somam 56,1% dos entrevistados, enquanto os que preferem anular o voto são 18,7%.

2º turno

No primeiro cenário de segundo Turno entre Mauro e Taques, o democrata vence com 40,6%, enquanto o tucano teria 23,1%. Os que não souberam ou não responderam somam 19,5%, enquanto os que não votariam em nenhum dos dois candidatos somariam 16,8%.

Num eventual confronto entre Wellington e Taques, o republicano venceria com 39,2% dos votos, enquanto o tucano teria 26,3%. Os eleitores que não votariam em nenhum dos candidatos somam 20,1%. E, indecisos, 14,4%.

Caso o confronto fosse entre Mendes e Wellington, o democrata também conquistaria o Palácio Paiaguás com 41,6%. Wellington chegaria a 33,1%. Não votariam em nenhum deles 10,9%. Indecisos chegam a 14,4%.

Rejeição

Perguntados sobre em quem não votariam de jeito nenhum, 32,6% dos entrevistados citaram o nome de Taques. O segundo candidato mais rejeitado é Arthur Nogueira, com 5,8%, empatado tenicamente com Wellington (5,1%). A resistência ao nome de Mendes é de 2,8% e, de Moisés, também 2%. Os que não souberam responder somam 34,8% e, brancos e nulos, 16,9%.

Responder

comment-avatar

*

*