Em destaque no Jornal Nacional: Fazendeiros se recusam a deixar terras indígenas e enfrentam a polícia

Policiais foram cumprir uma ordem judicial para retirar centenas de famílias de uma terra devolvida aos índios xavantes. Duas pessoas ficaram feridas.

Agentes federais e produtores rurais entraram em confronto, nesta segunda-feira (10), no interior de Mato Grosso. Os policiais foram cumprir uma ordem judicial para retirar centenas de famílias de uma terra devolvida aos índios xavantes. Duas pessoas ficaram feridas.
(Clique aqui para ver o vídeo) 

Bombas de gás lacrimogêneo. Tiros de bala de borracha. O confronto desta segunda-feira (10), que durou quase meia hora, envolveu fazendeiros que se recusam a sair da área e policiais rodoviários federais, agentes da Polícia Federal e soldados da Força Nacional de Segurança.

Moradores de um outro povoado, que também deverá ser desocupado, foram em vários veículos até a fazenda onde estavam os policiais. Eles tentaram entrar no terreno e enfrentaram os agentes.

Os moradores bateram em um carro da polícia, o motorista recuou. Um homem tentou tomar a arma de um policial e foi agredido. Pedras foram lançadas contra os policiais.

Acabou um tumulto e recomeçou outro. Policiais da Força Nacional recuaram pouco em meio a muita fumaça de bombas de gás lacrimogêneo. A confusão foi motivada por uma ordem da Justiça que determinou a saída imediata das famílias que ocupam uma área de 165 mil hectares no nordeste de Mato Grosso. Elas estão na área a mais de 20 anos, mas, segundo a Funai, ocupam uma terra que pertence aos índios xavantes.

O clima na área é tenso há duas semanas. Os produtores rurais fecharam a BR-242 e a BR-158. Com isso, centenas de caminhões estão parados. As famílias tiveram prazo de 30 dias para deixar a área, mas a maioria continua no local e ameaça resistir.

Responder

comment-avatar

*

*