Escrituras com assinatura de pastor da Mundial e fotos comprovam a compra de fazendas no Pantanal de MT

Valdemiro Santiago acompanhado da esposa e dos funcionários do cartório em MT
Valdemiro Santiago acompanhado da esposa e dos funcionários do cartório em MT – Foto: Leverger News

Pelo menos quatro escrituras públicas de compra e venda de imóveis do Cartório do 2º Ofício de Santo Antônio do Leverger (43 km de Cuiabá) comprovam que o pastor Valdemiro Santiago de Oliveira, fundador e presidente da Igreja Mundial do Poder de Deus e que se intitula “apóstolo”, realmente comprou fazendas na região do Pantanal de Mato Grosso.

Além disso, fotos do dia em que o líder evangélico esteve na cidade para assinar os documentos desmentem a versão dada por ele de que não teria adquirido nenhuma terra na região.

Das quatro escrituras, obtidas com exclusividade pelo Olhar Direto (confira aquiaquiaqui e aqui),em três constam a assinatura do próprio pastor como representante legal da Igreja e no quarto documento – referente à compra da Fazenda Santo Antônio do Itiquira –, consta a assinatura do irmão de Valdemiro, Nicanor Paula Gonçalves de Oliveira.

Consta das escrituras que Nicanor, em posse de uma procuração, é o representante da empresa compradora das terras, a W.S. Music Ltda, que têm como proprietário o líder evangélico e a esposa dele, a “bispa” Franciléia de Castro Gomes de Oliveira.

Santiago negou que teria adquirido fazendas em Mato Grosso,entretanto, como já havia informado o Olhar Direto, o tabelião do cartório Félix Jerônimo Alvarez confirmou que o líder evangélico esteve por duas vezes no estabelecimento notarial.

As denúncias de que Valdemiro Santiago possui várias propriedades rurais, as quais somam 26,1 mil hectares e valem mais de R$ 50 milhões, foram feitas pelo programa Domingo Espetacular, da Rede Record – de propriedade do “bispo” Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, concorrente da Mundial e da qual o “apóstolo” denunciado é dissidente.

Após as denúncias, o Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso instaurou procedimento para investigar suposto enriquecimento ilícito do pastor Valdemiro Santiago, fundador e presidente da Igreja Mundial do Poder de Deus.

Responder

comment-avatar

*

*