Estado divulga dados atualizados da Influenza. Campinapolis registou 7 casos

A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT) informa que de 01 de janeiro a 31 de julho de 2014 foram notificados 204 casos de ocorrências de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em Mato Grosso, sendo 45 positivos para Influenza H1N1, 02 positivos para Influenza H3 Sazonal, 02 casos para Influenza B, 106 casos positivo para Síndrome Respiratória Aguda Grave não especificada e 49 casos em investigação de SRAG.

Os municípios que registraram ocorrência de SRAG – H1N1 foram Cuiabá (16) Várzea Grande (06), Rosário Oeste (01), Tapurah (01), Guarantã do Norte (01), Jaciara (01), Rondonópolis (02), Paranatinga (02), Tangará da Serra (05), Comodoro (04), Juara(01), Campinapolis (07), Barra do Bugres (01), Lucas do Rio Verde (01).

Foram confirmados 21 óbitos por gripe, sendo 18 por H1N1, registrados nos municípios de Cuiabá (5), Comodoro (01), Rosário Oeste (01), Várzea Grande (02), Tapurah (01), Jaciara (01), Guarantã do Norte (01) , Paranatinga (01), Tangará da Serra (03), Juara (01), Lucas do Rio Verde (01). Três óbitos continuam em investigação, sendo 01 em Comodoro, 01 em Várzea Grande e 01 em Cuiabá.

PREVENÇÃO: lavar as mãos com frequência, em especial ao retornar para casa, antes de preparar e/ou consumir qualquer alimento, antes de qualquer serviço, depois de tossir ou espirrar, após usar o banheiro; lavar os brinquedos das crianças mesmo quando não estiverem visivelmente sujos; restringir contato de familiares portadores de doenças crônicas e gestantes com o doente; utilização de máscara pelo doente; evitar aglomerações de pessoas e ambientes fechados, em especial na época de epidemia; evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies; evitar sair de casa enquanto estiver em período de transmissão da doença (ate 5 dias após o início dos sintomas); vacinação contra influenza para a prevenção da doença e suas consequências. A lavagem das mãos deve ser feita com utilização de sabão, lavando inclusive os espaços entre os dedos e os pulsos, durante no mínimo uns 15 segundos, enxaguando e secando com toalha limpa.

ANDERSON ACENDINO
Assessoria SES/MT

Responder

comment-avatar

*

*