Estudante de Querência destaca importância em participar das feiras organizadas pela Secitec

 O projeto científico “A Quina no Tratamento dos esporões calcâneos”, do jovem pesquisador mato-grossense, Guilherme Weber (17), participou entre os dias 26 e 30 de abril da ‘I Feria Exposición Latinoamericana de Emprendimientos Productivos, Ciencia y Tecnología’ realizada no Equador. Acompanhado pelo pai, que também é seu professor e orientador da pesquisa, Egon Weber, ambos representaram o Brasil na ocasião e devido ao destaque e relevância do projeto alcançaram a 1ª colocação no evento, sendo premiados com U$ 1,5 mil – algo em torno de R$ 3 mil -, duas filmadoras, troféu, livros e presentes típicos equatorianos.

O estudante de Querência foi ainda convidado a participar do ‘London International Youth Science Fórum (LIYSF 2012)’, fórum internacional de ciência voltado à juventude, que será realizado em Londres (Inglaterra). A trajetória de sucesso do projeto “A Quina no Tratamento dos esporões calcâneos” começou no ano passado quando ficou classificado entre os dez melhores trabalhos na ‘V Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação’, realizado pela Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Secitec). A passagem pela V Mostra rendeu destaque para participar da ‘8ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia’, também organizada pela Secitec.
Logo após as feiras estaduais, a pesquisa que apresenta aquina (Monees Ledgeriana Cinchona), planta típica da fauna brasileira, como um poderoso antiinflamatório eficaz no tratamento do esporão calcâneo – corpo estranho que deriva de uma inflamação na fascia plantar (sola do pé) e quando não tratada evolui para um esporão – foi selecionada entre 1.505 trabalhos de todo o País para compor a mostra de 325 experimentos da 10ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), promovida pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), de onde surgiu o convite para se apresentar no Equador.
Guilherme Weber chama a atenção dos estudantes do Estado para que desenvolvam mais projetos científicos nas escolas e participem das feiras organizadas pela Secitec. “Sou fruto desses eventos e foi a partir deles que comecei minha carreira de jovem pesquisador”. VI Mostra Estadual de Ciência e Tecnologia
A Secitec já começou a se mobilizar para a realização da ‘VI Mostra Estadual de Ciência e Tecnologia’ no final de agosto deste ano, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
Em recente encontro entre representantes dos órgãos estaduais foram pré-definidos os detalhes de como, quando e onde o maior evento de Mato Grosso sobre projetos científicos e tecnológicos será realizado. Serão três dias de intensa programação e atividades, que vão ser organizadas pela Superintendência de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação (SDCTI), ligada a Secitec.
A previsão é de reunir no mínimo 50estandes, que abrigarão os trabalhos escolares científicos das 734 escolas estaduais do Estado e ainda das nove escolas técnicas de Educação Tecnológica e Profissional.

Responder

comment-avatar

*

*