Falha que resultou na soltura de homicida pode ter ocorrido na cadeia

thumbsA possível falha que levou a soltura do homicida Cleuton dos Santos, em Canarana a 780 km de Cuiabá, não ocorreu no fórum, mas provavelmente na cadeia, explica o juiz André Simões. O magistrado informou que Cleuton realmente responde pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio e estupro; mas teria recebido um alvará de soltura com relação à execução de uma ação de pensão alimentícia.

O que pode ter ocorrido é que na cadeia não observaram que o acusado tinha outras condenações e mediante apresentação do alvará de soltura colocaram-no em liberdade. “Todo alvará de soltura vem com a ressalva de que acusado deve ser solto desde que não tenha outra condenação contra ele e compete ao sistema prisional checar antes de cumprir o alvará”, completou. Diante desta falha, Cleuton saiu pela porta da frente da cadeia.

Nessa foto Cleuton aparece participando de uma audiência no fórum onde ele foi condenado. “Nós do Judiciário fizemos o procedimento correto e se houve falha foi da cadeia e a juíza responsável pela comarca na época pediu abertura de inquérito para apurar esse fato”, destacou.

Cleuton foi condenado, semana passada, por homicídio cometido por ele num bar de Canarana, todavia os familiares da vítima estão revoltados porque o acusado está solto em função dessa falha. As polícias de Barra e Aragarças-GO receberam cópias do mandado de prisão porque Cleuton pode estar na região onde ele já morou. Por Ronaldo Couto, Olhar Direto

Responder

comment-avatar

*

*