Família de detento morto pede R$ 1,2 milhão de indenização

CANARANA – A família do detento Uenes Brito dos Santos, de 22 anos, morto no dia 20 de junho, durante uma rebelião na Penitenciária Central, em Cuiabá, pede R$ 1,2 milhão de indenização do governo do Estado. O preso foi atingido um tiro disparado por um agente prisional durante o motim. Uenes Brito morava no município de Canarana e tinha como dependentes a mãe, a esposa e duas filhas de cinco e três anos.

O defensor público Jucelio Fleury Neto atribuiu a quantia de R$ 300 mil para cada parente consanguíneo e R$ 200 mil para a companheira por danos morais nesse processo. Conforme ele, também foi proposta a reparação por danos materiais, devido aos gastos com o funeral, e requerida uma pensão alimentícia no valor de dois terços do salário mínimo para as filhas, a companheira e a mãe do detento. A família dependia do auxílio-prisão. A filha de três anos sequer foi registrada pelo pai, já que o mesmo aguardava progressão ao regime semi-aberto para que pudesse ir ao cartório.

 

Fonte:Inácio/Jornal Interativo

Responder

comment-avatar

*

*