FAMÍLIAS SE ACAMPAM PARA PRESSIONAR POR ASSENTAMENTO NA FAZENDA LÍRIO BRANCO

ACAMPAMENTO Fazenda Lírio Branco - 14.04.14

Alguns barracos de lona já foram erguidos pelas famílias acampadas

Famílias cadastradas para serem beneficiadas por um pedaço de terra em assentamento do INCRA na fazenda Lírio Branco, localizada na região da MT-110, no interior do município se acamparam a beira da estrada no último sábado, 14. O objetivo deles é pressionar pela reativação do processo, que atualmente se encontra parado.

Conforme o presidente do Sindicato Rural de Canarana, Olmar Goldoni, ao todo estão cadastradas 150 famílias. A fazenda tem pouco mais de 3.850 hectares e não se sabe, quando o assentamento sair, quantas famílias serão beneficiadas, pois depende de estudo técnico.

É a primeira vez na história de Canarana, segundo Olmar, que famílias se acampam para pressionar a concretização de um assentamento. Porém, Goldoni disse que essa iniciativa partiu das famílias cadastradas e, que, apesar de concordar que isso ajuda, por outro lado ele disse que isso causa vários sofrimentos aos acampados.

Até domingo eram poucas as famílias acampadas, mas o número iria crescer no decorrer da semana.

A fazenda Lírio Branco foi decre-tada para ser usada para a reforma agrária pela presidenta Dilma Roussef em 20 de agosto de 2012. Isso auto-rizava o INCRA a fazer a desapro-priação, porém, até o momento, o processo se encontra parado. (DR).

Publicado pelo Jornal O Pioneiro em 20 de junho de 2014.

Responder

comment-avatar

*

*