Fifa volta a admitir que pode excluir sedes da Copa 2014

Reportagem especial do site da revista Veja, nesta semana, revela que a Fifa retomou a queda de braço a organização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil – desta vez, com a ameaça de exclusão de cidades sede.

“A última visita do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, antes do evento, no entanto, tem sido marcada não pela aprovação dos estádios inspecionados, mas sim pelas palavras duras em relação às arenas que precisam ficar prontas para o ano que vem”, diz a reportagem.

Valcke reiterou que o mês de dezembro é o prazo máximo – sem adiamentos nem exceções – para que todos os palcos do Mundial estejam entregues.

“A Fifa tenta mostrar aos brasileiros que mudanças na tabela, com a possível exclusão de cidades sede que não concluírem suas obras a tempo, não são apenas uma bravata, mas sim uma possibilidade real”, diz Veja.

O site destaca as seis cidades que não participarão da Copa das Confederações, em junho próximo, e afirma “quase tudo anda fora do prazo em Cuiabá”.

A reportagem cita que o estádio deve ter pouco uso depois da Copa e que a cidade não prima pela tradição no futebol, tampouco possui um grande time.

A Secopa, no entanto, garante a conclusão do estádio para o fim deste ano.

“Para surpresa geral, os cuiabanos vão bem justamente onde a maioria patina: nas obras viárias — uma delas é um moderno sistema de veículo leve sobre trilhos, previsto para ficar pronto em 2014”, assinala.

Responder

comment-avatar

*

*