FUNAI quer fazer novo contorno na BR 158 e estrada passaria por fazendas

 Prefeitos do Norte Araguaia estiveram reunidos no inicio do mês de junho em Brasília com a FUNAI e técnicos do DNIT para discutir o asfalto da BR 158 na área onde está a Reserva Indígena Marawatsede. Embora no mapa rodoviário brasileiro a BR 158 esteja toda asfaltada, a realidade no trecho entre Alô Brasil e Luizinho que é cerca de 120 km é bem diferente, o que se encontra é muita poeira, especialmente na época da seca, quando chega o período da chuva, o que incomoda os motoristas são os atoleiros.

Com o decreto da Reserva Indigena Marawtsede a situação que já poderia estar resolvida há muito tempo neste trecho, só piora, já que a FUNAI não dá liberação para que o asfalto seja concluído.

Uma das soluções buscadas por algumas autoridades seria o asfalto feito em um desvio, ou contorno da Reserva que passa por Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova Dourada e Alto Boa Vista saindo no Luizinho, porém o que a FUNAI quer agora é que seja feito um outro contorno. O Agência da Notícia conversou com o Prefeito de Serra Nova Dourada que esteve presente na reunião em Brasília, ele revelou que a FUNAI garantiu que não existe requerimentos de novas Reservas e nem ampliação de Reservas Indígenas nas cidades de Alto Boa Vista e Serra Nova Dourada, porém diz que considerou estranho o pedido da FUNAI de fazer um contorno dentro do contorno. “Esse contorno da Reserva já existe, porque já existe a estrada que liga as cidades de Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova Dourada e Alto Boa Vista, o que a FUNAI quer é que se faça uma nova estrada, passando por dentro de fazendas e isso não dá pra entender”, explicou o Prefeito Edson Yukio, conhecido como Japonês.

O novo contorno causou alvoroço na região, a população se mostrou preocupada com a possibilidade de que novas reservas sejam demarcadas na região. “Pelo menos nessa reunião a FUNAI garantiu que não há pedidos para criação ou ampliação de novas reservas, e isso deu mais tranquilidade para nós. Eu pelo menos fiquei mais tranquilo. O que se fala é que tudo vai acabar como a Suiá Missú e as coisas não são assim, alí era um processo antigo, e aqui é outra realidade”, explicou Japonês.

A preocupação da população se dá porque existe um boato de que o cemitério indígena dos Xavantes de Marawtsede estaria localizado no município de Serra Nova Dourada o que daria uma espécie de ampliação de Reserva. Mas o Prefeito ainda acredita na aprovação da PEC 215 pelo Congresso, com a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional o direito de aprovação para criação e ampliação de Reservas seria votado pelos deputados. “Nós acreditamos que a PEC 215 vai ser aprovada, porque os brancos e índios devem ter tratamentos iguais”, explicou.

O Prefeito garantiu que investimentos continuam sendo feitos na região. “Os investidores continuam chegando, e no nosso município pelo menos estamos fazendo o possível para que os investidores tenham respaldo pelo menos em estradas e pontes para escoamento da produção de grãos”, explicou Japonês.

Um novo traçado da BR 158 divide opiniões, para muitos o asfalto deveria seguir o traçado original, os prefeitos das cidades de Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova Dourada e Alto Boa Vista defendem que o asfalto passe neste novo traçado para a valorização e desenvolvimento das cidades. O que preocupa de fato é o novo contorno, que abriria brecha para a FUNAI fazer novas demarcações.

O impasse sobre a BR 158 deve continuar recentemente o Ministro da Agricultura esteve em Confresa e disse que está se empenhando em asfaltar a estrada, porém não deu detalhes se trabalha para asfaltar o trecho original ou para asfaltar o desvio.

Responder

comment-avatar

*

*