FUNDAÇÃO MT EM CAMPO ESTEVE EM CANARANA MINISTRANDO PALESTRAS

A Fundação MT em Campo é Hora de Cuidar, realizou uma série de palestras em Canarana na quinta-feira, dia 06 de dezembro, no horário das 07:30 às 12:00 hs, tendo como local a Câmara Municipal de Vereadores. Os técnicos da Fundação, em suas palestras, passaram diversas informações para os produtores de soja do Município, especialmente sobre o clima, doenças, manejo de pragas e tecnologia no intuito de ajudar para a obtenção de um melhor resultado na safra deste ano.

Quatro focos de ferrugem da soja já foram detectados em Mato Grosso e um em Santa Catarina. Este diagnóstico é preocupante quando se trata da disseminação do fungo Phakopsora pachyrhizi, causador da principal doença da sojicultura. A saída para quem quer ter controle da doença e não amargar prejuízos é monitorar diariamente a lavoura e região.

O ciclo de palestras começou dia 19 de novembro, sendo um evento de difusão de tecnologia da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT. Uma equipe técnica percorreu 16 cidades de MT e duas de Goiás para informar ao produtor rural sobre cuidados com a lavoura de soja plantada na safra 2012/2013.

“Pretendemos ajudar toda classe produtora a ter resultados cada vez melhores. Quem plantou bem, precisa continuar cuidando da lavoura, ficar atento aos diversos fatores que influenciam a produção”, explica Hugo de Carvalho Ribeiro, presidente da Fundação MT.

Assuntos, como clima, doenças, pragas e aplicação de defensivos agrícolas são os que podem interferir, neste momento da atividade agrícola, no resultado final. Ter informações precisas sobre estes assuntos são determinantes para quem quer atender a demanda pelo grão de soja e consequentemente colher excelentes resultados de seu trabalho.

“Problemas podem aparecer nesta fase da lavoura. Alguns são velhos conhecidos, outros nem tanto. O mais importante é ter a certeza do que fazer quando eles surgirem. A equipe da Fundação MT está disposta para conversar e discutir com o produtor rural e sua equipe”, afirma Ribeiro.

Responder

comment-avatar

*

*