Garimpeiros expulsos bloqueiam BR-174 contra desocupação em MT

Grupo de garimpeiros foi retirado da Serra da Borda, em Pontes e Lacerda.
Atividade ilegal foi alvo de desocupação por parte de forças policiais.

Garimpeiros expulsos bloqueiam BR-174 contra desocupação de área ilegal (Foto: Reprodução/TVCA)

Um grupo de garimpeiros mantém na manhã desta quarta-feira (11) o bloqueio da BR-174, região da cidade de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF),desde o final da tarde de terça-feira (10) aproximadamente 200 garimpeiros trancaram o km 289 da BR-174 para reivindicar a legalização do garimpo da Serra da Borda, alvo de desocupação da Polícia Federal.

A área de garimpo ilegal começou a ser desocupada na terça-feira por homens das polícias Federal (PF), Militar (PM), Civil e Rodoviária Federal (PRF). A operação, que conta com até 150 policiais, foi determinada pela Justiça Federal diante da ilegalidade da exploração de ouro no local

“Queremos a liberação do garimpo onde estávamos trabalhando honestamente. Nos expulsaram que nem se expulsa cachorro. Não vamos sair enquanto não resolver o problema”, declarou o garimpeiro Roberto Nunes, representante da categoria.

A PRF calcula entre 150 a 200 manifestantes na rodovia. Já os garimpeiros alegam que são mais de 10 mil pessoas, entre garimpeiros, empresários e caminhoneiros, além de outras pessoas que defendem a permanência do garimpo.

Os policiais rodoviários monitoram o protesto e aguardam uma ordem da superintendência para retirar os garimpeiros do local. A princípio, apenas ambulâncias são autorizadas a passarem pelo bloqueio.

O caso
O garimpo na Serra da Borda começou a ser explorado há pouco mais de dois meses e, nesse período, chegou a ter pico de cinco mil pessoas na área, entre garimpeiros profissionais e ocasionais, tentando retirar o ouro.

O caso foi levado ao conhecimento da Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF) e, no dia 16 de outubro, o juiz Francisco Antônio de Moura Júnior, substituto da subseção da Justiça Federal em Cáceres, a 220 km da capital), decretou o fechamento do garimpo, com a retirada de todos os trabalhadores do local e apreensão de todo o minério extraído ilegalmente.

Os garimpeiros pedem para que a extração seja legalizada e, atualmente, tem recolhido assinaturas para criar uma espécie de associação.

Desocupação
A operação na serra estava programa para quarta-feira, mas foi adiantada após sobrevoos feitos na área apontarem a permanência de cerca de 80 garimpeiros no local. Segundo a polícia, eles não ofereceram residência quando as forças policiais iniciaram a ocupação da Serra da Borda e saíram levando ferramentas e objetos pessoais, mas deixando no garimpo qualquer ouro que tivessem  encontrado.

Garimpeiros expulsos bloqueiam BR-174 contra desocupação em MT (Foto: Reprodução/TVCA)Garimpeiros expulsos bloqueiam BR-174 contra desocupação (Foto: Reprodução/TVCA)

Todas as galerias abertas pelos garimpeiros deverão ser periciadas para garantir que ninguém tenha permanecido escondido no local e, já na quinta-feira (12), uma empresa contratada dará início a implosão das galerias, túneis e buracos abertos durante o período de exploração ilegal. As forças policiais devem permanecer na região para impedir novas invasões.

O processo de desocupação ocorre uma semana depois de a PF deflagrar uma operação para desarticulação de uma quadrilha que, segundo a polícia, comandava o garimpo e extorquia garimpeiros, comerciantes e até prostitutas que também estavam na área. G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*