Garotas de programa chegam a ganhar R$ 2 mil por dia em garimpo de MT

A “corrida pelo ouro” em Pontes e Lacerda, iniciada há duas semanas, tem fomentado a atividade econômica no município. O novo garimpo já atraiu mais de 2 mil pessoas, aumentando a demanda por produtos básicos como alimentos e roupas.

Contudo, outros segmentos tem se movimentado para “lucrar” com o crescimento populacional na região. Em função do garimpo, muitos dos novos moradores tem a perspectiva de “bamburrar”, nome dado a aqueles que acham grandes pepitas de ouro.

Um deles é o mercado da prostituição. De acordo com moradores da região, garotas de programa são vistas na região para “festinhas” com os garimpeiros. Algumas chegaram a fazer shows e sexo com faturamento diário de R$ 2 mil.

Um flagra feito por um morador usando a câmera de um telefone celular mostra uma mulher seminua frequentando um dos acampamentos usados pelos garimpeiros. O garimpo em Pontes e Lacerda ganhou fama há cerca de 15 dias, quando um morador encontrou 20 quilos de ouro ao cavar um buraco.

A notícia correu rapidamente e atraiu milhares de pessoas, inclusive de outros países. O Ministério Público Federal já recomendou a retirada dos garimpeiros da região. Ele argumenta que crimes ambientais estão sendo realizados na região, uma vez que a exploração do ouro é feita de forma ilegal.

Folha Max

Responder

comment-avatar

*

*