Indiciados em 4 crimes bandidos que tentaram assaltar mercado e balearam policial e dois clientes em Nova Canaã do Norte

O delegado da Polícia Judiciária Civil, Bruno Sérgio Magalhães Abreu, autuou nos crimes de quadrilha armada, porte ilegal de arma de fogo, roubo majorado com emprego de arma de fogo, concurso de pessoas e restrição da liberdade da vítima e dupla tentativa de homicídio, os quatro bandidos que tentam assaltar um mercado, no final da tarde de quinta-feira (04), no município de Nova Canaã do Norte (699 km ao Norte), fazendo refém 15 pessoas que estavam no estabelecimento.
Durante o assalto houve troca de tiros e o policial militar, Klebson Siqueira, 35 anos, foi baleado de raspão na cabeça e dois clientes do mercado foram atingidos, uma moça na perna e um rapaz nas costas. Todas as vítimas foram socorridas e não correm risco de morte. Na ação, um dos assaltantes também foi baleado e está hospitalizado em Colíder.
Segundo as investigações, os assaltantes chegaram ao mercado em duas motocicletas e armados com uma pistola 380 e  3 revólveres calibres 38, anunciaram o assalto.  De acordo com o delegado, o assalto iniciou por volta das 18h, quando os quatro rapazes invadiram o mercado e renderam clientes e funcionários do estabelecimento. Minutos depois, um policial militar chegou ao local e houve a primeira troca de tiros, sendo  atingido de raspão na cabeça e o assaltante Anderson Matias dos Santos, também baleado.
Em seguida chegaram dois investigadores da Polícia Civil e militares da cidade  até a chegada de reforço de policiais civis e militares da região.
Durante a negociação, comandada por um dos investigadores, os bandidos liberaram parte dos reféns, permanecendo com sete pessoas, até que os assaltantes resolveram se entregar, mas já do lado de fora  recuaram abrindo fogo contra os policiais. Conforme o delegado Bruno, foi nesse momento que as duas vítimas foram atingidas, dentro do mercado.
Após o cerco completo ao supermercado e com a chegada da imprensa e do delegado Bruno Sergio, que estava em outra cidade, os assaltantes colocaram as armas no chão e se renderam, sendo levados para a Delegacia da Polícia Civil.
Todos os presos têm passagens por crimes praticados na região e em outras.  Segundo o delegado, por medida de segurança os assaltantes foram encaminhados, sob escolta da Força Tática da Polícia Militar, à cadeia pública de Alta Floresta, já que houve revolta da população da cidade.
Foram presos: Alexsandro Fernandes da Silva, 20, o “Nego”, com passagens por roubo e condenação de 8 anos e 8 meses; Robert dos Santos Souza, 23, com passagens por roubo e condenação de 11 anos e 10 meses; Eduardo de Lima Neto, 29, passagens por tráfico e porte ilegal de arma de fogo, com condenação de 5 anos e 10 meses, pena cumprida em Campo Grande, na penitenciária de segurança máxima; e Anderson Matias dos Santos. Dois são de Colider, um de Osasco (SP), e um está sem qualificação ainda por estar hospitalizado. Assessoria/PJC-MT

Responder

comment-avatar

*

*