Índios Xavantes depredam o quartel da Policia Militar em Campinápolis

Índios tentaram invadir quartel da polícia (Foto: Polícia Militar-MT)

Grupo de índios xavantes da reserva Parabubure atacou no inicio desta noite (12/02) o quartel da Policia Militar em Campinápolis, a 80 quilômetros de Nova Xavantina.

 Segundo as informações os índios se revoltaram com a prisão de um índio xavante, tendo invadido e quebrado o quartel como forma de represália e pressão contra a prisão do índio.
Fato pior ocorreu em Campinápolis alguns anos atrás, quando um grupo de índios da aldeia São Pedro, revoltados com o assassinato de um índio por um branco, invadiram a cidade deixando quatro mortos, um, na época vereador da cidade, o saudoso Amelinho.
Em Nova Xavantina os índios invadiram a cidade e bloquearam a rodovia BR 158 pressionando a justiça para prender um branco por tentativa de homicídio e revogar a prisão de um índio acusado de envolvimento com o tráfico de drogas. Em Nova Xavantina a estratégia deu certo, o índio foi solto na tarde do primeiro dia de bloqueio da rodovia.
ATUALIZAÇÃO
As 07h de hoje (13/02) – A redação do site Interessante News entrou em contato o Major Guedes, sub Comandante do Comando Leste da Policia Militar, e o mesmo relatou que o clima na cidade de Campinápolis é de terror e medo.
Parte da guarnição da Policia Militar de Água Boa, Nova xavantina e da Força Tática de Barra do Garças foram deslocados para Campinápolis, estão no quartel da PM com o fim de evitar novos ataques.
Segundo o major Guedes o quartel foi atacado por índio, apresentando visível estado de embriagues, que, munido de pedras, passou a atirá-las no quartel, quebrando as portas e janelas de vidro. A guarnição da PM estava fazendo ronda nas ruas e não havia nenhum policial no local.
A população noticiou os fatos aos policiais que ao chegarem em frente ao quartel, depararam com um índio, visivelmente bêbado, se jogando rolando sobre os vidros, já ensanguentado e outros índios por perto.
Os policiais fizeram a detenção do índio, o que causou a revolta dos demais, provocando um tumulto em frente ao quartel.
A libertação do índio, segundo o major Guedes, foi negociada com a Delegada de Policia e Funai. Após a libertação do índio os índios deixaram a cidade, no entanto, existem rumores que eles irão atacar mais uma vez, culpando a PM pelas lesões que o próprio índio lhe causou rolando sobre os vidros. via Interessante News

Responder

comment-avatar

*

*