irmãos morrem “arrastados” por enxurrada em Barra do Garças

Dois irmãos morreram afogados arrastados por uma enxurrada em Barra do Garças, no final da tarde de quinta-feira (22). Paulo Ricardo Ferreira de Souza, 12 anos, e a irmã Vanessa Ferreira de Souza, 8 anos, estavam atravessando uma pinguela quando voltavam da escola e caíram dentro de um bueiro aberto.

O fato aconteceu por volta das 17 horas quando os irmãos saíam da Escola Helena Esteves, localizada no Jardim Nova Barra e seguiam para o casa, no mesmo bairro. A chuva estava forte e a enxurrada virou um correnteza que acabou arrastando os meninos para dentro da tubulação.

Na hora do desespero, outros coleguinhas tentaram ajudar os irmãos, mas não conseguiram. Os corpos foram encontrados 4 quilômetros abaixo já dentro do Córrego Fundo próximo ao depósito da Coca Cola. Inicialmente os bombeiros resgataram o corpo de Vanessa, e por volta das 19 horas do irmãozinho dela, Paulo Ricardo.

O pai dos meninos, Paulo Sérgio de Souza, estava inconsolável com a tragédia. Ele contou aos bombeiros que quando começou a chuva ficou preocupado justamente com os filhos atravessarem a rua que está em obra e resolveu buscá-los e quando chegou encontrou já os coleguinhas falando que eles tinham sido arrastados pelo enxurrada.

Alguns pais reclamaram da direção da escola por ter liberado os alunos na hora da chuva. Na opinião deles, a escola deveria soltar os alunos mais cedo ou depois da chuva devido ao risco da enxurrada, pois outra criança já tinha morrido naquele lugar.

Dia 8 de dezembro de 2011, nesse mesmo lugar, o garoto autista Mayk Samuel Gomes Nunes, 12 anos, escorregou na pinguela e caiu dentro do bueiro. O corpo dele também foi encontrado dentro do córrego Fundo.

Olhar Direto

Responder

comment-avatar

*

*