Julgada improcedente representação contra Prefeitura de Ribeirão Cascalheira

O Tribunal de Contas de Mato Grosso julgou improcedente a representação interna contra o prefeito de Ribeirão Cascalheira, Adário Carneiro Filho, em sessão plenária. A decisão se deu, pois não foram encontrados documentos e elementos probatórios suficientes dos fatos representados.

A possível impropriedade analisada foi acerca de suposta utilização de maquinários e servidores municipais para serviços de encascalhamento de currais em fazendas particulares.

Desse modo, o conselheiro relator Alencar Soares, afirmou em seu voto que mesmo diante da ausência de documentos nos autos que comprovem os fatos denunciados, nada impede que nova denúncia ou representação seja formulada com base em outros elementos probatórios.

Acesse | Veja o inteiro teor do processo

Responder

comment-avatar

*

*