Justiça Federal determina que Incra assente em 60 dias as famílias desalojadas da Suiá Missú

Segundo o instituto alguns técnicos estão fazendo alguns estudos para definir a melhor área para a destinação das famílias

A Justiça Federal determinou que o Incra realize, dentro de no máximo 60 dias, o assentamento das famílias desalojadas da antiga fazenda Suiá Missu, área de 166 mil hectares demarcadas como reserva indígena Xavante.

A determinação foi definida na assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado entre o advogado Dr. Luiz Alfredo, representante dos produtores rurais e o superintendente do Incra, Valdir Barranco.

Segundo o instituto alguns técnicos estão fazendo alguns estudos para definir a melhor área para a destinação das famílias, mas que provavelmente serão em áreas de Santa Terezinha e Alto Boa Vista. O assentamento Santa Rita, em Ribeirão Cascalheira, que foi a primeira área oferecida e recusado pelas famílias, foi descartado do processo.

A assessoria do Incra garantiu ainda que “97 famílias que moravam na corrutela do Posto da Mata receberam uma casa própria no projeto ‘Casulo’  em Alto Boa Vista dentro do programa ‘Minha casa Minha vida”, o que contraria as imagens de barracos de lona divulgados pelos posseiros da região, sem energia elétrica, água encanada e condições sanitárias. Via Agencia Noticia

Responder

comment-avatar

*

*